Imigração a Jato para o Canadá: Passo a Passo Rumo a Sua Conquista do Primeiro Mundo – Parte 1

Desde que eu e minha esposa passamos pelo processo de imigração para o Canadá há aproximadamente 5 anos (e como passa rápido!), tenho recebido muitas perguntas da comunidade de TI sobre como imigrar através deste blog, que mantenho desde o longíquo ano de 2008. E como não dispunha de muito tempo de responder as perguntas com o cuidado e atenção que gostaria, preferi condensar tudo nesta curta série de artigos.
Atenção, estas informações vão ser muito úteis mesmo para você que não faz parte da área de TI:
O novo programa de imigração Canadense Express Entry foi criado com o intuito de otimizar o processamento de vistos de entrada para profissionais qualificados em alta demanda no país.  Migração a jato, se comparado ao que acontecia nos sombrios anos antes desse programa (eu vivenciei isso , arghhh), portanto considere-se sortudo por poder participar de um processo mais rápido e justo com o imigrante, como nunca foi antes.
Através desse programa, os candidatos poderão ter acesso a oportunidades de emprego no Canadá antes mesmo de ter seu pedido de visto de imigrante processado e pisar nas terras geladas do distante norte.
Veja como funciona:
Primeiramente você deve criar um perfil online no site Express Entry. Neste perfil, você vai deverá fornecer informações sobre sua experiência profissional, proficiência em idiomas, educação formal e outras habilidades profissionais relevantes.
Especificamente para a comprovação dos níveis de proficiência nos idiomas inglês e francês, você deverá fornecer informações de certificados internacionais. No caso, o Canadá somente aceitará certificados de nível de idiomas emitidos pelo CELPIP, IELTS e o TEF (Teste de avaliação em francês), portanto, não adianta enviar testes emitidos por outros órgãos fora esses. Na página Language Requirements – Skilled Immigrants – Express Entry, você vai encontrar a o nível de fluência requerido, que depende do programa de imigração que você aplicar.
Mesmo sua educação formal deverá passar por um processo de equivalência através do Educational Credential Assessment (ECA), para verificar se será reconhecido no país como é no Brasil.
Caso seu perfil atenda aos requisitos mínimos para imigrar (pontuação mínima segundo vários critérios, como idade, profissão, se já tem proposta de emprego (contrato de no mínimo um ano), entre outros quesitos através do sistema Comprehensive Ranking System (CRS)), você será classificados num pool de profissionais qualificados elegíveis e colocados num dos 4 programas de imigração de acordo com sua escolha de programa de imigração (Federal Skilled Worker Program, Federal Skilled Trades Program, Canadian Experience Class e uma parte do Provincial Nominee Program).
De tempos em tempos o ministério da imigração canadense enviará convites para os profissionais melhores classificados no pool segundo os pontos obtidos, e estes terão até 90 dias para aplicarem para o processo de imigração como residente permanente enviando todos os documentos necessários.
Note que nem todos os candidatos aceitos no pool de profissionais qualificados tem garantias de serem convidados a aplicarem para a residência permanente. Os que não forem chamados no período de um ano têm seu processo expirado e poderão se recadastrar e ver se ainda estão dentro dos critérios de eligibilidade. Nesse tempo você é aconselhado a atualizar seu perfil de acordo com as mudanças relevantes, o que vai facilitar na comprovação das informações no momento em que for chamado para atestá-las.
Mas espere, não é somente pela pontuação que você poderá ser chamado: segundo o ministério de imigração você receberá um convite para aplicar para a residência permanente no país se: você tiver uma proposta de emprego válida, ser escolhido por uma província ou território (processo de imigração provincial) ou ainda ser contemplado por sorteios regulares (isso mesmo, sorteio!).
Enfim, um processo de imigração bem mais realista e condizente com as urgentes demandas do mercado, e mais justo com os profissionais que podem dar um retorno imediato ao país ao chegar empregado ou pelo menos com alto potencial de empregabilidade.
No caso de você ter uma proposta de emprego, acredito que seu processo será mais rápido justamente porque a idéia do programa é satisfazer a demanda do mercado de trabalho com profissionais qualificados. Não teria muito sentido você ter uma proposta de emprego válida e ter seu visto processado em 6 meses.
Até lá a empresa poderia ter se virado e arranjado outra solução do que esperar por você. Mas há ainda um plano B: Se a empresa está com pressa de contratar, ela ainda pode pedir que você tire um visto de trabalho temporário enquanto o visto de residência permanente está em processamento, e assim poderá embarcar mais cedo (este foi o meu caso).
Enquanto você espera na lista…
Caso você ainda não tenha uma proposta de emprego de uma empresa no Canadá, você já poderá se cadastrar no banco online de empregos do país (Canada’s Job Bank) e buscar por oportunidades que batam com seu perfil e inclusive entrar em contato com os empregadores. Nesse processo, você poderá conseguir uma proposta de emprego e anexá-la ao seu processo, aumentando assim sua pontuação e suas chances de ser chamado.
Sobre a proposta de emprego:
 Porém, não se  engane, a empresa precisa comprovar que não tem canadense ou residente permanente para preencher a vaga antes de oferecê-la a alguém fora do país.
A empresa canadense deverá verificar se a vaga pode ser preenchida por algum residente no Canadá (publicação de anúncios online). Caso não encontre ninguém que satisfaça as condições, ela deverá solicitar uma análise do Labour Market Impact Assessment (LMIA). Se for aprovado pelo órgão, a empresa poderá oferecer a vaga para alguém do pool de candidatos de imigração ou ainda alguém de fora, mas este deverá passar pelo mesmo processo de cadastro no Express Entry. Importante notar que para algumas vagas e carreiras específicas não precisa de aprovação do LMIA pois são isentos.
Após receberem a documentação, segundo o ministério de imigração canadense, o tempo de análise deverá durar no máximo 6 meses (algo impensável para quem passou por esse processo há alguns anos atrás, onde era normal esperas de 3 anos ou até mais para se ter uma resposta).
Outra vantagem desse sistema de imigração é que o sistema de classificação e pontuação é mais realista, alinhado as necessidades do mercado de trabalho no Canada, fazendo com que os que são aprovados sejam realmente os que tenham melhores chances de se adaptar tanto culturalmente como no mercado de trabalho.
Antigamente, muita gente chegava no Canadá com perspectivas muito baixas de conseguir emprego rapidamente, tendo que fazer vários cursos de reciclagem ou mesmo mudar de carreira, tudo porque após anos de espera, sua profissão já não tinha mais a demanda da época em que aquela pessoa aplicou para o processo de imigração.
Isto significava um começo muito estressante (fora o estresse e ansiedade normais que acompanham qualquer experiência de imigração) e custoso para ambas as partes, o profissional que acabava tendo que arcar com muitos custos sem receber salário, e o governo canadense, que era obrigado a auxiliar nos custos de formação e adaptação desse profissional.
O programa de imigração Express Entry é válido para todas as províncias, com exceção da província de Québec (onde o idioma predominante é o francês), que tem um processo específico segundo suas necessidades, o que é um assunto para outro artigo, logo mais 🙂
E você, quais seus planos de imigração? Qual você considera ser o maior desafio num processo de imigração como esse? Deixe sua opinião!

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *