Programação de Jogos: Uma carreira divertida e promissora

Só mais uma fase, eu prometo!!!

Só mais uma fase, eu prometo!!!

Você já pensou em entrar na área de desenvolvimento de games? Se você é aficcionado por games, programação, design gráfico, por que não unir o útil ao agradável? Quem nunca ficou algumas horas frente a um video-game, lutando bravamente pra passar daquela terrível fase em que você já tentou todos os truques possíveis e imagináveis…mas você é persistente (pelo menos em se tratando de games, né, eita vício danado!…(olha a cara do cidadão ao lado)

..Ou quando se fala em games o mais longe que você chegou foi dar uma surra em sua namorada e no seu irmão mais novo? Que tal pensar mais longe e ser um profissional da área de Programação de Jogos?

O IDGNow divulgou os números fornecidos pela Abragames (Associação Brasileira das Desenvolvedoras de Jogos Eletrônicos), os quais apontam um faturamento de 16,6% maior em relação ao ano de 2007. Mas é óbvio que nem tudo são flores nesse mundo, em especial no mundo dos games, e mais especialmente ainda no Brasil, onde a pirataria é a coisa mais normal do mundo. O Brasil está longe de representar uma parcela significativa de milhonário bolo de desenvolvimento de games no mundo. Porém os fabricantes nacionais de games tem esperança no crescimento de sua participação no mercado externo (onde o pirata-mor Capitão Gancho não é tão herói assim quanto nos lados de cá) depois do incentivo à exportação promovido pelo Governo Federal.

Onde estudar sobre desenvolvimento de Jogos?

A Abragames, através de seu site, fornece um mapaeamento (atualizado 2008) das instituições que oferecem cursos para formação de desenvolvedores de games pelo Brasil afora.

O Brasil sendo visto lá fora:

A UbiSoft, famosa publisher francesa, terceira no mundo em desenvolvimento de jogos, chega ao Brasil, de olho no grande crescimento do mercado no setor. É considerada estratégica sua localização no Brasil, dado seu destaque econômico na América do Sul e já projetando expansão para o resto do continente (veja mais detalhes no UOL).

O quê? você quer mais?

Siga o exemplo da equipe de brasileiros que venceu a Imagine Cup 2008 na categoria desenvolvimento de jogos, promovido pela Microsoft na França (veja a notícia completa aqui). Isto só vem a provar que capacidade técnica, talento e criatividade não são diretamente proporcionais ao tamanho da economia de um país, mas podem brotar em países como o nosso, embora não na mesma intensidade.

Aproveite e dê uma passada no artigo do Alessandro: Seis Habilidades para ser um Game Designer e saiba mais sobre o assunto. E claro, não se espeça de acessar a página onde estudar para mais sites interessantes sobre o assunto!

E você, o que mais acredita que falta ao Brasil para ser visto lá fora com respeito quando o assunto é programação de jogos?

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Discussão

  1. Fabiano
  2. Daniel