Games no trabalho para desenvolvimento profissional pode!

 

aprender

Muitos treinamentos obrigatórios são cansativos nas organizações chegando a levar alguns à situação acima (ou pelo menos chegar bem perto disto). E “Estudar por obrigação” é a melhor forma de não aprender, certo?

Para melhorar o aproveitamento nos treinamentos custosos mas necessários que oferecem a seus funcionários,  muitas empresas aqui no Brasil tem começado a adotar games no ambiente de trabalho como ferramenta de desenvolvimento profissional.

O prazer é essencial em qualquer tipo de atividade que desempenhamos, e sua intensidade é diretamente proporcional ao sucesso dessa atividade, seja no envolvimento em algum novo projeto, aprendizado de um novo idioma, por exemplo.

E o prazer que os games proporcionam não se discute. Basta ver quantas horas conseguimos gastar jogando chegando até a perdermos a noção do tempo gasto (que não são minutos, pode apostar!).

O mundo corporativo percebeu isto já há algum tempo e está cada vez mais aderindo a utilização de “serious games”, ou jogos sérios, cuja finalidade é facilitar o aprendizado de conceitos corporativos nas organizações de forma interativa e prazerosa.

E o motivo é simples: segundo a TIMaster

“Pesquisas mostram que as pessoas se lembram de apenas 10% do que lêem, 50% daquilo que vêem ou ouvem e 90% daquilo com o que interagem”, afirma Fernando Chamis, diretor da Webcore Games.

Veja mais no excelente artigo do TIMaster sobre a experiência de alguns fabricantes (agência de comunicação Santa Clara e a Webcore Games),  desses tipos de jogos e como eles têm contribuído para uma experiência prazerosa na assimilação de conceitos por parte de colaboradores de várias empresas como a Rede Globo e a Davene.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Discussão

  1. Trackback: domelhor.net 24 de maio de 2009
  2. Trackback: Vinicius via Rec6 24 de maio de 2009
  3. Trackback: website 17 de agosto de 2014