10 Características do gerente de projetos altamente ineficaz (parte 2)

Bem, dando continuidade a saga de nosso amigo Zé (se você caiu de pára-quedas nesse artigo, pode ler a primeira parte aqui), que está descobrindo como realmente ele não estava preparado para aquele desafio, veja quais coisas mais ele descobriu que deveria mudar caso ainda esperasse conquistar seu sonho de seguir uma carreira de tecnologia focada em gerência de projetos de TI:

6. O Zé odeia escrever

Estranhamente como muitos programadores que conheço, o Zé odeia ter que criar documentos, gráficos, cronogramas e toda essa “burocracia” que envolve a função. Português pra ele? “çei iso não” , diz ele. Obviamente não se espera dele que escrever seja a sua vida, mas deve estar pronto pra isso.

7. O Zé diz: Planejar pra que?
Isso mesmo, planejar pra quê né Zé? Ele começa a programar mesmo com o cliente falando sobre o que espera do novo sistema. Tudo pra ele dá se um jeito. Se a mudança é viável? o importante é o cliente satisfeito! O sistema faz isso? pergunta o cliente, ao que responde o Zé: “Ah faz sim chefe!”, dá uma cutucadinha no vendedor de sua empresa e cochicha: “vou virar a noite amanhã nisso, deixa comigo!”…e se acha “o cara”!

8. Proativo? que nada, o Zé é hyper-reativo!!
Todo o mundo cobra o Zé, até o estagiário dele! ele tem até trauma, de tanta pancada de cliente que vem levando ultimamente. Está sempre tudo atrasado (lembra daquela mudança que ele assumiu com o cliente sem analisar? pois é…).Retornar ligação? ligam pra ele o tempo todo perguntando pra quando o cliente vai ter aquela funcionalidade prometida no sistema há um mês atrás…que aliás o Zé nem se lembrava mais, envolvido que estava com o novo cliente conquistado pela empresa.

9. A mesa do Zé é uma bagunça!
Pilhas de papel, misturando documentos importantes com rascunho em sua mesa, vive refazendo documentos que não se lembra mais com quem deixou, onde arquivou e se arquivou, sua caixa de emails tem coisa de 2007 ainda pra responder…aí ele usa sua lógica: se quem mandou o email não cobrou era porque não era nada importante!…e olha que ele entra cedo e sai tarde do trabalho!

10. E a postura do Zé…meu Deus!!
O Zé se veste como o estagiário, e às vezes é confundido com ele. Não que a roupa vá definir sua competência seu caráter, mas o bom senso deve levar a posição profissional em consideração nesse momento. É tanta gíria pra cá, “É nóis” pra lá, que ninguém praticamente leva o Zé a sério, seus subordinados não o respeitam e vice-versa. Que lider que nada, o Zé é só um “camarada” da turma, é o paizão da galera.

Como podemos ver, tem muita coisa que o Zé tem que fazer, e o tempo não está nada a seu favor…mas ainda há esperança, pois ninguém nasce gerente, tudo é uma questão de desejar desenvolver essas habilidades, ainda que uns tenham mais dificuldades que outros…e você ? se identificou com algum desses problemas vividos pelo nosso amigo? ou mesmo pensou em alguém logo que leu esse artigo? então indique-o e salve uma vida hehe!

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

3 Comentários

  1. Taynan

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *