Voto no lixo…que protesto é esse?

Faltam poucos dias para as eleições. Não é meu papel aqui fazer campanha em prol de A ou de B para qualquer cargo que seja. Política nem é o propósito deste blog mas o assunto é muito sério para deixar de comentar, e o impacto das políticas do governo na  TI ao menos mostra a ligação do tema com este espaço. Dito isto, peço-lhe que reflita comigo.

Na minha vida, nunca me prendi a candidatos ou partidos enquanto voto. Já mudei da esquerda para a direita e vice-versa, sempre olhando as propostas de campanha dos candidatos, analisando-as e tentado fazer algo que trouxesse mudanças positivas. Sem dúvida errei também nesse processo, acreditando em algumas promessas vazias, aliás coisa atitude comum entre os vorazes candidatos por cargos públicos. Mas nunca fui omisso, sempre tento fazer o melhor para minha cidade, meu país.

Porém, é difícil não citar notícia que saiu no UOL,  a  respeito do palhaço Tiririca, com previsão de ser simplesmente o deputado federal mais votado do país, com quase 1 milhão de votos. Com frases de campanha como “vote Tiririca, pior que tá não fica”, “o que faz um deputado federal? na realidade eu não sei”, tem conquistado votos de muitos inconformados com a política do país. Mas não é só o Tiririca: ex-jogadores de futebol, cantores… muita gente que pode – e possivelmente será – eleita simplesmente por sua história artística.

A questão do inconformismo com a política é natural e justo, até porque ainda há muito amadorismo na administração pública, isso sem contar a má-fé de alguns. Porém, protestar jogando o voto no lixo com candidatos que abertamente não tem o que oferecer ao povo quando eleito, é lamentável. Fica pior ainda quando você ouve – como eu ouvi na semana passada – de pessoa com formação superior dizendo que votaria no Tiririca para protestar. Ouvir isso de pessoas com pouco esclarecimento, ignorantes na educação, é até compreensível, embora o impacto negativo seja o mesmo, mas se nós mesmos pessoas com alguns anos de estudos, não conseguirmos mudar a história deste país, quem poderá?

Jogar o voto no lixo como protesto contra a política é o mesmo que o protesto que vimos vez por outra nos noticiários quando pessoas queimam ônibus, destroem o já precário transporte público em protesto contra quê? a falta de ônibus!! Que racionalismo existe nesse tipo de protesto?

A cada eleição temos a change de fazer um pouco diferente. Se o país vem crescendo (ainda que em marcha lenta) é porque temos pessoas capacitadas e bem intencionadas no direção do país, ainda que em pequeno número. Pagamos muitos impostos para deixar tanto dinheiro na mão de qualquer um, será que vale a pena esse tipo de protesto?

O único caminho para o progresso no Brasil é mudar as cabeças do comando, trocando as laranjas podres por outras pessoas que acreditamos ter um plano melhor para nosso país. Não existe atalho, infelizmente. Reclama-se muito de falta de infraestrutura, salários, altos impostos, saúde precária, segurança abandonada… Como mudar isso senão pelo voto?

A melhor forma de protesto é destronar os despreparados e corruptos. Não deixe que se perpetue a corrupção no país. Faça a sua parte, vote consciente de estar fazendo o melhor para sua geração, seus filhos.

“O que mais preocupa não é nem o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem-caráter, dos sem-ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons” (Luther King).  Deixar de votar ou votar para protestar de forma irracional é o mesmo que silenciar frente a situação.

Tudo bem, muitos irão se eleger às custas da ignorância do povo. Porém, o pouco que conseguirmos mudar do que está aí já é uma vitória. E de pouco em pouco chegaremos num país mais justo, mais igual.

Eu acredito, e você?

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Discussão

  1. Anonimo
  2. Samuel
  3. Eduardo
  4. Charles Schneider
  5. Jose Adamantino