Vídeo: Má formação impede preenchimento de vagas de emprego

Pois é. Muito se fala em cuidado com a apresentação durante uma entrevista e o que deveria ser o mais básico: conhecer bem o próprio idioma. Tem muita gente preocupada em falar uma segunda ou terceira lingua, mas acaba esquecendo que deslizes no trato da ligua mãe podem fazer com que o candidato não tenha tempo nem de demonstrar outras habilidades, uma vez que não passa nem do teste inicial.

Os números não mentem na confirmação dessa realidade. Você verá no vídeo que de 8.430 candidatos a estágio que passaram pelo teste de português do Nube (Núcleo brasileiro de Estágios), 48% foram reprovados e somente 1,9% acertaram todas as palavras do ditado. Outra informação importante é que nesta reportagem, a empresa onde ela é realizada tenta há 8 meses preencher uma vaga de estágio, mas não consegue devido aos condidatos não passarem nem no teste inicial de escrita do português. Deste episódio podemos concluir ao menos duas coisas:

Em primeiro lugar, existem muitas vagas a serem preenchidas. Segundo, que o desespero de muitas empresas não é tão grande assim a ponto de contratar estagiários com deficiências desse tipo. Algumas preferem esperar meses para preencher a vaga, e acaba por sobrecarregar alguém na execução do serviço enquanto isso não acontece.

Isto não deve ser diferente no caso de profissionais experientes. Muitas vezes compensa mais a empresa sobrecarregar certos colaboradores-chave, ainda que pagando mais, do que arcar com custos de formação tão básicos que chegam a ser uma afronta à inteligência alheia. Ou falar e escrever bem o português exige tanto esforço assim dos candidatos?

Alías até em sala de aula já vi professor justificar erros de português com frases do tipo “ah sim, é que meu negócio são números, lógica computacional, etc…” como se isso verdadeiramente justificasse alguma coisa. Talvez você esteja se perguntando ainda onde estão as vagas de emprego e por que tem ainda tanta gente desempregada. Situações assim nos dão uma idéia da causa-raiz do problema.

Um conselho? enquanto nossas escolas não se preocupam em exigir mais na formação dos estudantes, procure por você mesmo se preparar para enfrentar situações desse tipo e assim se sair bem. Na internet tem muito material com dicas valiosas de como se preparar para uma entrevista, como reagir as mais diferentes situações vividas no processo de seleção. Aqui no blog vez por outra voltamos a tocar neste assunto.  Este vídeo abaixo dá uma mostra dessas situações que seriam cômicas, não fossem tão trágicas, veja:

E você, já se sentiu pego de surpresa em alguma situação num processo de seleção para o qual poderia ter se preparado melhor? Pode elencar mais motivos que podem estar contribuindo para tantas vagas de emprego abertas, especialmente na área de TI? dê sua opinião!

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Uma resposta

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *