Como Criar o Seu Título do Perfil no LinkedIn para Atrair o Olhar dos Recrutadores

O título (headline) do seu perfil no LinkedIn é uma das partes mais importantes no que se refere a conseguir uma boa visibilidade na rede perante seu público-alvo. Prova disso é que, ao se fazer uma busca na ferramenta, você vai ver somente 4 informações sobre cada conexão listada nos resultados da busca:

A foto de perfil, o nome, o título e a quantidade de conexões em comum.

A partir dessas 4 informações – sendo o título, provavelmente, a mais importante delas, além de ser o foco deste artigo  – seu potencial público-alvo vai tomar a decisão: clicar ou não clicar no seu perfil para ver mais detalhes? Veja que se há poucos resultados na busca, acabamos sendo menos criteriosos e tomamos mais tempo para clicar nos poucos perfis que aparecem, mas a lógica é que raramente é assim.

Só no Brasil existem cerca de 30 milhões de usuários cadastrados no LinkedIn – e o número não para de crescer – então pode apostar que existem dezenas, senão centenas de perfis parecidos com o seu. É muito provável que o seu perfil passará despercebido no meio daquela multidão, principalmente se você fizer como a maioria das pessoas, ao deixar o LinkedIn colocar o título por você.

Ao deixar de customizar seu título, o LinkedIn irá colocar sua posição no emprego atual e o nome da empresa como título do seu perfil (configuração padrão).

O problema é que, fazendo dessa forma, você cai na vala comum da maioria das pessoas, que simplesmente não investem tempo na customização do perfil do LinkedIn e acabam passando batido nas vistas dos recrutadores por terem um perfil medíocre (dentro da média) a primeira vista. Veja que estou falando aqui apenas do primeiro contato com seu perfil, não do conteúdo após clicar nele.

Cabe aqui reforçar sobre um erro muito comum das pessoas em busca de recolocação ao criarem seu título no LinkedIn:

Elas colocam os termos “Em busca de Recolocação”, “Em Transição de Carreira” ou similares no título do perfil.

Quem faz buscas pelos profissionais “Em Busca de Recolocação” no LinkedIn?

As únicas pessoas que fazem buscas no LinkedIn utilizando a palavra-chave “recolocação” são as pessoas que estão a procura de especialistas em recolocação de profissionais no mercado de trabalho. Na lista, aparecerão muitos desses profissionais junto com o seu perfil, e o seu é que está no lugar ERRADO, evidentemente.

Você que tem essa palavra no seu título ou nome, experimente fazer o teste da busca.

E mesmo que você apareça na lista de profissionais ao ser buscado por palavras-chaves relacionadas com sua profissão atual, o fato é que mesmo assim você estará em desvantagem em relação a outros candidatos listados.

Pense assim:

Você vê várias casas num anúncio, uma tem a placa na frente da casa “A” que diz: “Casa totalmente renovada, muita luminosidade, conceito open space”. Na frente da casa “B”, você vê outra placa, que diz: “Procuro compradores pra esta casa”.

Qual casa você ficaria mais tentado em visitar? Pois é…

Outro erro muito comum é colocar o cargo na empresa atual no título do perfil no LinkedIn, quando este é muito genérico. Justamente por descrever uma função muito ampla, torma sua visibilidade uma tarefa mais árdua. Por exemplo, tem pessoas que trabalham no financeiro de muitas empresas por aí, mas que tem no registro em carteira o cargo de analista ou assistente administrativo, o que é obviamente muito genérico.

Quando um recrutador faz buscas de alguém com perfil administrativo/financeiro, outros perfis com o título mais específico (com a palavra-chave “financeiro” tendem a aparecer com mais destaque do que o perfil genérico daquela pessoa.

Resultado: Dificilmente o recrutador chegará até o seu perfil quando estiver em busca de profissionais para aquela vaga TOP que bate com suas qualificações.

Pode ver quantas boas oportunidades você pode estar perdendo, e o pior, SEM se dar conta?

Porém, ainda que seu cargo seja específico, você poderá apenas figurar na lista de buscas do recrutador, mas vai precisar de algo mais do que isto para chamar a atenção e cortar a fila da lista, que é quando o recrutador prefere clicar no seu perfil para ver primeiro, ainda que não esteja entre os primeiros listados.

Você precisa se destacar na multidão. E não vai conseguir fazer isso repetindo o que a maioria das pessoas fazem (ou deixam de fazer)…

Eis a grande pergunta: Como exatamente você vai fazer para se destacar? Para isto, você vai precisar de palavras-chaves que refletem seu core-business, sua essência enquanto profissional.

Ao utilizar palavras-chaves no título do perfil, você vai tirar proveito da máquina de buscas do LinkedIn. O titulo tem um peso importante na classificação dos perfis buscados pela ferramenta.

Se você tem duvidas quanto a isso, experimente por você mesmo: Faça a busca no icone de lupa do Linkedin colocando palavras-chaves relacionadas a sua profissão e veja os perfis que são listados.

Na imensa maioria, você vai ver perfis que tem aquelas palavras-chaves que você utilizou na busca e apenas uns poucos cujas palavras-chaves estão somente nos demais campos de preenchimento do perfil.

Onde buscar as palavras-chaves mais quentes, que possam ajudar meu perfil profissional a se destacar nas buscas do LinkedIn?

Você pode fazer isso de três  formas:

Olhando para seu próprio perfil: Busque no seu próprio perfil profissional os termos que melhor define suas habilidades, talentos e experiência e que estejam alinhados com seus objetivos de carreira.

Olhando para as vagas no Mercado de Trabalho: Busque nas vagas que batem com seu perfil no mercado de trabalho quanto as palavras-chaves mais comuns utilizadas, tanto no título das vagas como na descrição delas. Ao fazer sua pesquisa, não se limite apenas nas vagas em aberto, mas verifique mesmo as vagas fechadas há 6 meses ou mais. A ideia é ter informação suficiente para tomar uma decisão mais embasada sobre quais palavras-chaves utilizar.

Olhando para a concorrência:  Ao fazer as buscas com as palavras-chaves que mais caracterizam você enquanto profissional no LinkedIn, dê uma olhada no perfil dos colegas que aparecem listados acima de você. Verifique os perfis completos de alguns, desde o título, sumário, etc.

Dessa forma, tente captar se não há alguma palavra-chave relevante que você tenha passado batido e que possa aproveitar no seu perfil. Mas atenção, você não precisa (e nem deve) copiar o título dos outros. Além de não ser legal, você não estará sendo original e mais uma vez vai cair na ladainha de repetição da maioria, que passa invisível aos olhos dos recrutadores.

As palavras-chaves erradas podem ser neutras, mas pior que isso, pode ter um efeito negativo na sua imagem – Cuidado!

Palavras-chaves podem ser boas e destacar seu perfil, mas por outro lado, o tiro pode sair pela culatra se você utilizar as palavras-chaves erradas, que além de não dizer nada, ainda podem passar uma imagem negativa.

Para mais detalhes sobre as palavras clichés que você deve evitar e que podem mandar seu currículo para o LIXO, clique no artigo abaixo:

Não Irrite os Recrutadores: 10 Palavras que Podem Levar seu Currículo para o Lixo

Por exemplo, palavras-chaves que não dizem nada com nada, que não agregam valor ao seu perfil como “Profissional”, “Experiente”  outras similares devem ser evitadas.

Pior que isso ainda podem ser palavras-chaves que te descrevem como TOP, “O melhor…” ou coisas do tipo, pois as pessoas não gostam de quem fica se gabando por aí, por melhor que esses profissionais sejam. Deixe sua experiência e seus resultados falarem por você através do seu perfil no LinkedIn e eles chegarão a conclusão natural de que você é aquele profissional diferenciado que eles procuram.

Coloque-se na posição do seu público alvo e pergunte-se, para cada palavra-chave selecionada:

Este é um termo que eu utilizaria numa busca na ferramenta por um profissional que atenda as necessidades “X” ?

Toda palavra-chave deve passar por esse teste para evitar desperdício daquele espaço tão crucial e ao mesmo tempo tão pequeno com palavras vazias, sem significado no seu perfil do LinkedIn.

E ATENÇÃO: o espaço para o título no LinkedIn pode ser truncado dependendo do dispositivo usado na visualização

Com a maior utilização dos dispositivos mobile nos dias de hoje, não é absurdo afirmar que seu perfil está sendo visto mais através deles do que por meio de telas grandes dos PCs, laptops, e outros dispositivos similares. E com isto, há uma limitação na visualização do título do seu perfil , dado o espaço menor na tela: apenas os primeiros 50 caracteres são mostrados. Daí a importância de você garantir que as suas melhores palavras-chaves etejam ocupando esse espaço inicial.

Ok, você selecionou as palavras-chaves que melhor identificam você enquanto profissional…e agora, como colocar isso no título de tal modo que faça sentido, ou melhor ainda, que salte aos olhos dos recrutadores?

Lembre-se que, dentro dos 120 caracteres permitidos no título, seu desafio é de mostrar o porque seu perfil merece um clique para saber mais sobre você. Portanto, seu título deve ir de encontro com a necessidade dos recrutadores que procuram alguém no seu perfil.

Por exemplo, se você é gerente de projetos de TI com muitos anos de experiência no ramo financeiro e está aberto a ouvir sobre oportunidades nesse mesmo ramo no estado de São Paulo, poderia colocar no seu título no LinkedIn, algo como:

Gerente de Projetos em TI|10+ Experiência no Ramo Financeiro|PMP|Orçamento de +5 Milhões | Project Manager SP

Veja que fiz uso de quase TODO o espaço de 120 caracteres do título. Você não tem nada a perder fazendo isto, muito pelo contrário, terá mais chances de cativar o olhar ocupado do recrutador. Veja que destaquei dados que mostram a experiência em projetos de grande envergadura, o que por si só diz muito sobre a experiência e o tamanho da responsabilidade daquele gerente.

O fato de colocar o termo em inglês ajuda para que o perfil apareça para oportunidades que provavelmente exijam o domínio daquela língua. Como pode ver, cada termo tem seu propósito.

Compare agora com os muitos títulos que aparecem nas buscas pela palavra-chave “gerente de projetos” no LinkedIn e veja como o título acima se destacaria entre eles:

Gerente de Projetos TI na Empresa “X”

Gerente de Projetos PMP na Empresa “X”

Gerente de Projetos TI | 10+ Experiência no Ramo Financeiro | PMP | Orçamentos +R$1 Milhão  | IT Project Manager SP

Gerente de Projetos na Empresa “X”

Gerente de Projetos na Empresa “X”

Bem, o que acontece se o recrutador clicar PRIMEIRO no seu título? Você estará um passo a frente da concorrência, mas claro que seu perfil completo tem que ser consistente com a mensagem do seu “anúncio” no título.

Ou seja, você tem que continuar impressionando o recrutador enquanto ele percorre seu perfil. O objetivo final de tudo isso é, evidentemente, você receber uma mensagem privada do recrutador para um contato telefônico.

Enfim, seu título pode aproximar ou afastar os recrutadores do seu perfil. Claro que isto não é tudo, tem muito mais depois que o recrutador clicou no seu perfil, como disse acima, mas aí é história para outros artigos. Trabalhe no seu título e compartilhe com seus amigos (especialmente aqueles que não sabem exatamente no que você trabalha) sobre o que acham depois dos ajustes.

Pergunte a eles que tipo de profissional vêem ao lerem apenas o título do seu perfil. O que eles conseguirem traduzir do título será muito provavelmente o que seu público-alvo entenderá quando se deparar com seu perfil no LinkedIn na ferramenta de buscas.

Isto vai te dar uma ideia mais clara sobre a força do título do seu perfil.

Visibilidade NÃO é tudo, mas é uma parte extremamente importante para que você tenha acesso as melhores oportunidades de emprego e negócios, e não se deixe enganar, cada detalhe CONTA. Não ignore isso. Ou vão te ignorar…

E você, que tal fazer a revisão do título do seu perfil no LinkedIn AGORA com estas dicas? Depois me conte o resultado! 😉

Gostou do artigo? Quer aprender mais técnicas de customização e networking no LinkedIn para seu perfil se destacar na multidão?

Então cadastre-se abaixo e baixe seu ebook grátis com 25 técnicas de networking, que é parte do Livro “A Estratégia do QI Digital”:

25 Técnicas de Networking no LinkedIn Grátis!

Cadastre-se Abaixo e Baixe seu Ebook - Por tempo Limitado

envelope

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails