Tipos de conflitos no trabalho podem destruir sua carreira profissional

É praticamente impossível evitar que não ocorram conflitos no ambiente de trabalho. Aliás, não só no ambiente de trabalho, mas em qualquer relação pessoal, crescendo essa possibilidade com o aumento do tempo em que essas pessoas se relacionam, assim como com a quantidade de pessoas envolvidas.

Relacionar-se na maioria dos dias da semana com pessoas que voce não escolher estar perto, que tem diferentes pontos de vistas, influenciados por suas experiências de vida singulares, educação e cultura de berço, convenhamos, não é nada fácil.

Às vezes perdemos a paciência, afinal somos seres humanos. Mas o que podemos evitar é exteriorizar esse sentimento de forma maléfica para a pessoa que o provocou. Mas claro que essa repressão do sentimento pode fazer um grande mal à saúde. Por isso, com a cabeça fria, você pode chamar seu colega para uma conversa para discutir suas diferenças.

Ainda assim, essa é uma situação chata, então, melhor ainda, para todo mundo, seria procurar evitar com os recursos apresentados abaixo que se chegue nesse ponto. O UOL divulgou esses importantes conselhos, a serem aplicados em qualquer nível da organização, assim como com parceiros e clientes. Veja:

 

Conflitos

Como evitar…

Choques de valores Antes de qualquer coisa é importante que o profissional analise e avalie se os valores da empresa condizem com seu perfil profissional. Em termos organizacionais, evita-se este tipo de choque realizando um processo de seleção que traga para a companhia talentos que estejam alinhados com a filosofia da empresa, além de se desenvolver uma cultura em que essa filosofia seja cotidianamente reforçada para todos da equipe, principalmente por meio do exemplo dos gestores. 

 

Disputa pelo poder, ambição

A disputa é natural e pode ser saudável desde que esteja claro para os colaboradores quais as regras para se obter uma aumento de salários ou um bônus por desempenho e quais os critérios objetivos para ser promovido dentro da empresa.

 

Competitividade

A competitividade é a energia vital para a empresa. Mas para ser saudável, é preciso que esteja claro qual é o papel de cada colaborador, quais são as metas e o que acontece quando elas forem atingidas. A competividade muito acirrada é uma distorção do que é a meta comum. E cabe ao gestor redefinir o que são as metas individuais. Uma equipe é definida como um grupo de pessoas com um interesse comum que querem crescer juntas.

 

Frustração

As frustrações têm que ser entendidas como fatos pontuais e não devem ser maximizadas. “A melhor coisa a se fazer é pontuar qual o tamanho dessa frustração e o quanto ela significa de verdade”, explica Adriana Marques. Para Caldeira, a frustração tem muito a ver com alinhamento de expectativas. Como forma de evitar esse sentimento, a empresa deve deixar claro qual seu papel no suporte para o alcance dos resultados e o papel do colaborador nessa estratégia.

 

Mentiras O ambiente ideal em uma empresa é sempre o ambiente da transparência. A mentira já entra em uma questão ética. Ou a empresa recrutou de forma errada ou está mantendo pessoas erradas no quadro de colaboradores. O menor sinal de mentira vindo de qualquer funcionário deve ser punido com rigor. 

 

Líder autoritário / Líder egocêntrico e manipulador

O ideal é que se tenha uma conversa franca com o causador do problema. “Os subordinados podem sim posicionar os líderes de que eles estão sendo autoritários, pois muitas vezes eles não se dão conta do quanto estão agindo dessa forma”, destaca a business coach. E paralelamente, a organização pode evitar este tipo de conflito ao possuir um departamento de Recursos Humanos atuante, que acompanhe de perto o clima organizacional, a satisfação das equipes dentro da empresa, de forma a detectar e combater este tipo de prática.

 

Mudanças na estrutura da organização

O colaborador precisa buscar ferramentas de adaptação o mais rápido possível. E essa capacidade de se adaptar a novas coisas é uma habilidade a ser desenvolvida, é uma competência que as empresas estão exigindo. Além disso, a comunicação da empresa deve ser clara e transparente, mostrando as razões das mudanças e como isso beneficia a companhia e seus colaboradores.

 

Falhas de comunicação Se o problema for com os mensageiros, resolve-se com uma cultura de comunicação assertiva. “Ser assertivo significa ser afirmativo, firme e sincero. Dizer o que se pensa com o cuidado de manter um balanço que evite a agressividade, mas também fuja da submissão. Concentrar-se em fatos e evitar julgamentos. É importante focar de maneira positiva na solução de determinado problema”, resume Roberto. “Agora, se o problema for com a mensagem, deve-se detectar se o conteúdo da mensagem está inadequado ou se os canais de comunicação estão ineficientes”. 

 

Fofocas

maior causa da fofoca é a falta de canais claros, abertos e transparentes onde os colaboradores possam se manifestar. “Isso não pode fazer parte da cultura empresarial. A fofoca só acontece quando o transmissor da mensagem (fofoca) encontra um receptor para esta mensagem. Deve-se instituir um clima de transparência na cultura da empresa, aliado ao conceito de que fofoca é inadequado. Caso o problema persista, é preciso procurar criar um canal para que os colaboradores exponham suas insatisfações”, diz Caldeira.

Você pode ser um ótimo profissional, tecnicamente falando, mas se não cuidar de gerenciar seus conflitos no trabalho de forma correta, pode por uma bela carreira a perder. Às vezes é mais fácil trocar de emprego e fugir dessa situação, mas pense bem, pois onde você for, como profissional, terá que lidar com conflitos de todos os tipos.

Não seria, portanto, mais sensato tentar enfrentar a situação na atual empresa?

Fazer disso uma guerra não é bom nem para a carreira e saúde dos envolvidos, tanto quanto não é para o futuro dos negócios da empresa que você representa. Agora, que tal refletir nesses conselhos antes de tomar uma atitude mais drástica de que possa vir a se arrepender depois?

As dicas da tabela acima foram divulgadas pelo UOL.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *