EUA perde a liderança em uso de Tecnologia e Brasil cresce

Uma constatação e uma surpresa: A constatação é o crescimento do uso de tecnologia no Brasil. Estamos aos poucos galgando nosso espaço no cenário mundial e cada vez mais obtendo respeito dos países mais ricos. Pelo menos isso é o que diz o relatório entitulado Connectivity Scorecard, criado por Leonard Waverman, professor da London Business School, em 2008, o qual avalia dezenas de indicadores em 50 países, entre os quais capacitação tecnológica e uso de tecnologia de comunicação.

Segundo o Terra, o Brasil consta no levantamento de tecnologia dentro da lista de países em desenvolvimento, segundo critério do Fórum Econômico Mundial. O país saiu da oitava posição para a sexta. Nesse ranking, a Malásia lidera, seguida por África do Sul, Chile, Argentina, Rússia, Brasil, Turquia, México, Colômbia e Ucrânia.

A grande surpresa ficou por conta da queda dos EUA no ranking: A Suécia, segundo o relatório, ultrapassou os Estados Unidos e chegou ao topo do ranking anual de uso de tecnologias de telecomunicação tais como redes, celulares e computadores.

Veja a classificação conforme divulgação do Terra:

Confira abaixo o ranking das 10 maiores “economias impulsionadas por inovação” avaliadas pelo estudo, em uma escala de 1 a 10 pontos:

1- Suécia 7,95
2- EUA 7,77
3- Noruega 7,74
4- Dinamarca 7,54
5- Holanda 7,52
6- Finlândia 7,26
7- Austrália 7,04
8- Reino Unido 7,03
9- Canadá 7,02
10- Japão 6,73

Abaixo o ranking das 10 mais entre as “economias propelidas por recursos naturais e eficiência”, em escala de 1 a 10. Esse ranking não é comparável ao dos países industrializados:

1- Malásia 7,14
2- África do Sul 6,18
3- Chile 6,06
4- Argentina 5,90
5- Rússia 5,82
6- Brasil 5,32
7- Turquia 5,09
8- México 5,00
9- Colômbia 4,76
10- Ucrânia 4,67

Obviamente mais importante nesta estória é que, ao contrário do que muita gente ainda pensa, o crescimento da economa brasileira, em especial com relação aos avanços na infraestrutura de TIC, não é apenas marketing sensacionalista de nossos governantes, mas uma realidade latente, felizmente. Claro que não estamos crescendo em velocidade compatível com nossa capacidade de desenvolvimento enquanto setor de TI, mas é um avanço contínuo, com ou sem crise mundial. 

Para nós, profissionais de TI, nada melhor que o aumento da demanda por serviços de TIC para alavancar o valor agregado de nossos rendimentos. Hora boa para investir mais um pouco na carreira, porque o mercado está aí, bombando. E vai pagar mais, já que a oferta de profissionais qualificados ainda está aquém do necessário.

Dados ref. a notícia divulgada pelo Terra.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Discussão