Onde estão os profissionais de segurança da informação?

mundo_seguro

O ciclo vicioso continua. A crise aumenta a “insegurança da informação” e vice-versa. Dados divulgados pelo Yahoo! sobre uma pesquisa realizada pelo Instituto Applied Research, com abrangência mundial (com 300 empresas na América Latina, sendo 100 delas brasileiras), a pedido da empresa de segurança Symantec , indica que:

  • 30% das pequenas e médias empresas (PMEs)  brasileiras não usam antivírus . Além disso, 
  • 47% delas não contam com ferramentas de segurança nas máquinas de seus usuários;
  • 42% delas não implantam ferramentas de backup e de restauração de desktops;
  • 35% não possuem antispam;
  • 40% não têm backup ou sistema de recuperação de servidor.
  • e ainda… 28% das empresas não tem pessoal dedicado à segurança da informação

Dados realmente alarmantes. O número de empresas sem ativírus mostra que o problema vai muito além da crise econômica: mostra a ignorância de empresários quanto ao conhecimento de ferramentas de segurança e os riscos de exposição dos dados e falta de pessoal preparado para tratar a questão.

Com o agravante do aparecimento de malwares cada vez mais difíceis de se detectar, fazendo uso de técnicas inéditas de infecção, desafiam as empresas de segurança. Quer outro grande problema? a crise. Corte de gastos afetam a TI, que até por culpa de gestão ineficiente em muitas empresas (ou completa falta dela) não consegue justificar os investimentos, tornando o ambiente ainda mais vulnerável. 

Se isso ocorre com empresas que têm negócios a proteger, agora imagine a segurança dos PC’s de usuários domésticos….

“Casa de ferreiro, espeto de pau”

E do lado de alguns fabricantes de antivírus a solução também não é nada boa: Especialistas em segurança do site Register encontraram vulnerabilidades em seis sites de fabricantes de antivírus (Symantec, Kaspersky, Eset, AVG , F-Secure e Trend Micro), que permitiriam ataques XSS , utilizados em ações de “phishing”, conforme noticiado pelo geek.com.

Grandes desafios à Segurança da Informação…Onde estão os profissionais?

A popularização de tecnologias e conceitos como cloud computing(computação em nuvem), virtualização e SaaS (software como serviço) e convergência contínua e acelerada das mais variadas tecnologias forçam uma redefinição do perfil e competências dos profissionais de Segurança da Informação e representam um grande desafio para os grandes players do setor que tem que correr para lançar atualizações curriculares em seus programas de certificação.

Mas uma coisa é certa. Se você se identifica com a área, este é um excelente momento para se especializar e assim mergulhar nesse mar de oportunidades de carreira na área de Segurança da Informação, proporcionado por todas essas constantes transformações.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

3 Comentários

  1. Rodrigo França
  2. Henrique P.

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ebook Grátis: O Segredo para conseguir os melhores empregos

Atenção: Edição por tempo limitado!