Saiba sair do seu emprego com elegância e depois colha os frutos

Como este mundo é pequeno, não é verdade? Vez por outra dizemos isso na empresa onde trabalhamos. Basta um contato com um novo fornecedor e pronto. Quem está lá senão aquele colega seu de outra empresa, de outros carnavais, que há alguns anos não o via?

Mas o mercado está assim. Ao mesmo tempo em que cresce, parece que diminui. Essa sensação de diminuição ocorre em parte devido ao fato de que hoje em dia os profissionais não ficam nas empresas por tantos anos quanto antigamente, como nossos pais ficaram. O dinamismo do mercado não permite.

Por essas e outras é que se torna mais importante ainda o respeito entre pares, subordinados e chefias. Enquanto está trabalhando na empresa fica um pouco mais fácil, mas o que dizer então do momento de sair da empresa, quando o profissional se vê mais forte por ter encontrado uma oportunidade melhor? Muita gente ainda solta o verbo na saída do emprego, causando mal estar nos ex-colegas de trabalho, simplesmente porque não precisa mais daquela oportunidade.

Não que você deva simplesmente ficar quieto e sair de cabeça baixa, concordando com atitudes erradas no ambiente corporativo, mas há maneiras e maneiras de se expressar, e a que remete respeito, consideração, empatia, é a mais adequada. Ao sair do seu emprego, saiba como sair por cima, falando com sinceridade mas sem ofensas quanto ao que o levou a buscar uma nova oportunidade no mercado.

Vejo alguns motivos simples para que você pense bem sobre sua postura quando deixar um emprego em busca de nova oportunidade no mercado de trabalho:

  • Pode abrir uma vaga melhor na antiga empresa e você poderá ser convidado futuramente para assumí-la, dado a impressão que você deixou anteriormente;
  • Colegas de trabalho da antiga empresa podem assumir posições estratégicas junto a fornecedores e parceiros com que você terá que atuar no novo emprego;
  • Ter opção de retornar por dificuldades no momento atual do mercado. O bom e conhecido profissional quase sempre tem a preferência;
  • Ou melhor (ou pior) ainda é o fato de um desses antigos colegas ser contratado para um cargo superior ao seu na hierarquia da sua nova empresa

 Segundo este artigo do UOL…

…De janeiro de 2010 a janeiro deste ano, 2,1 milhões de postos de trabalho foram gerados. Em parte das empresas, chamar ex-funcionários de volta foi a solução para preencher as vagas abertas.
Para as companhias, a vantagem é a economia de tempo de contratação e de investimento em treinamento, segundo especialistas.
“Contratar alguém novo traz mais risco e custo, pois exige treinamento e adaptação”, diz Caio Infante, diretor da consultoria Fellipelli.

Neste outro artigo do UOL…

Ser convidado para voltar à empresa é uma das posições mais confortáveis para o ex-funcionário. Significa que o trabalho foi testado e aprovado e que o profissional está em condições de negociar salário e benefícios.
Quanto mais clara for a autoavaliação do trabalhador sobre seu valor no mercado, melhor ele conseguirá lidar com negociações salariais, explica Vivian Dib, da consultoria de recrutamento e seleção de executivos Asap.

Dito isto, pense bem. Ser sincero com seu chefe não significa ser mal educado, cuspir no prato que comeu. Hoje em dia a reputação conta muito, ainda mais num ambiente de alta conectividade e domínio das redes sociais, onde é extremamente fácil conseguir referências de nossos empregos anteriores. Não adianta tentar esconder. Pior do que fechar uma porta, é fechar mais de uma com um comportamento incabível para um profissional confiável, maduro, já que a informação se espalha pela rede facilmente…

Para este tipo de profissional, inconsequente, do tipo “falo o que vier à cabeça”, pode acreditar, não sobram empregos…

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ebook Grátis: O Segredo para conseguir os melhores empregos

Atenção: Edição por tempo limitado!