Saiba qual seu risco de ser demitido

O real impacto da crise no Brasil começa a aparecer nos números do PIB. E os dados do último trimestre não  são nada animadores. A média de  crescimento do PIB, de aproximadamente 6% nos 3 primeiros trimestres, caiu para 1,3% no quarto.

O consumo caiu por uma questão simples: medo do desemprego, incertezas na economia. Muitas empresas ainda estão demitindo e a última análise do ministro Mantega também é preocupante: O Brasil não crescerá conforme o índice previsto.

Ser demitido é um risco que todos correm e “graças”  ao cenários econômico atual,  não tem a ver necessariamente com mau desempenho. riscodemitido

Pode ser uma direção errada tomada pela empresa que a obrigue a cortar mais que o previsto, por exemplo, ou ainda o reflexo das perdas gigantescas ns bolsas de valores. Pensar sobre o motivo que o levou à demissão, refletir sobre o próprio desempenho é um excelente ponto de partida para ser virar o jogo. Mas ainda mais importante  é que essa análise seja feita enquanto ainda estamos empregados.

Meridith Levinson escreveu duas listas de variáveis que podem  nos auxiliar a  medir nosso risco de demissão:

Fatores que indicam probabilidade de demissão:

O planejamento de sua área não é de conhecimento público (ou, pelo menos, do seu conhecimento)
Seu salário é alto em comparação com outros profissionais que desempenham funções e têm responsabilidades semelhantes
Posições para as quais você presta suporte ou tem algum tipo de integração foram eliminadas ou reestruturadas
Projetos de sua responsabilidade foram cortados ou suspensos
Você fofoca e/ou reclama demais
Suas funções não são focadas diretamente nos resultados do negócio
Sua companhia poderia achar um substituto a você por um custo menor

Fatores que indicam permanência na empresa:

Você tem demonstrado habilidade de adaptação a novas estratégias
Você possui bom relacionamento com pessoas de diferentes áreas da companhia
Você se reporta a diferentes líderes
Você tem bom relacionamento e é sempre requisitado pelo board da organização nas tomadas de decisão
Você trabalha com diversos projetos que impactam diretamente no aumento da produtividade do negócio
Você atualiza seus conhecimentos constantemente
A companhia teria dificuldades para achar um substituto a você

Obviamente quanto menos você responder positivamente aos itens da primeira lista, menores são seus riscos de estar na próxima lista de corte s  em sua empresa. Se você negativou todos os itens da primeira, o motivo ainda não é de festa. A segunda lista de fatores vai indicar seu real valor para a organização, o quanto você está blindado em relação à crise.

E você, como tem analisado seu desempenho na empresa? Tem sido satisfatório na sua visão?

Essas listas são de autoria de Meridith Levinsion , da CIO.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Discussão

  1. Vinicius
  2. Vinicius