A importância do LinkedIn para o Profissional Brasileiro

redes-sociais-controle-gerenciamento

O LinkedIn, a maior rede social de profissionais do mundo não para de crescer, e no Brasil mais ainda. Já são mais de 20 milhões de usuários no Brasil, ficando atrás somente dos EUA e Índia. Só por essas estatísticas você não vai querer deixar de participar dessa rede.

Estar no LinkedIn é estar conectado com as informações mais quentes do mercado de trabalho, nacional e global e mais que isso, é estar ligado na evolução do mercado em termos de empregos e oportunidades de negócios em tempo real quase que real.

Aparece uma vaga no seu peril e o LinkedIn simplesmente a sugere para você, dando-lhe a chance de se antecipar a concorrência. Isto sem contar muitos outros benefícios que o espaço neste artigo não permite enumerar…

Mas queria falar hoje sobre a última pesquisa divulgada pelo LinkedIn com relação ao comportamento dos profissionais nas empresas (em especial os brasileiros), publicado em artigo do IDGNow!

Separei os trechos abaixo que considero mais interessantes:

LinkedIn como pré-requisito para contratação?

Dos entrevistados brasileiros, 31,3% disseram que não contratariam alguém que não tivesse perfil no LinkedIn e 27,1% acreditam ser importante atualizar o perfil constantemente. Além disso, mais de um quarto dos
trabalhadores do país disse que é importante atualizar regularmente a sua imagem de perfil (27%).

A reputação do LinkedIn no mercado de trabalho é comprovada aqui de tal forma que estar fora dessa rede começa a sugerir que o profissional em questão não tem o devido cuidado em manter-se atualizado ou expor sua rede e experiências de forma mais aberta. Neste caso ele(a) corre sérios riscos de ser preterido num processo de seleção. Até que ponto vale a pena correr o risco?

O profissional brasileiro mais social…

De acordo com o levantamento, o Brasil está entre os três primeiros países (40,9%) que mais adicionam colegas de trabalho em redes sociais não profissionais, mas é onde as pessoas mais se importam (28,8%) com o que os colegas irão pensar sobre o conteúdo que estão postando nessas redes. A cada cinco entrevistados brasileiros, dois possuem conexões profissionais em suas redes pessoais.

O profissional brasileiro tem mais tendência a adicionar colegas de trabalho em outras redes sociais (Facebook, por exemplo) e neste caso é preciso ter um maior cuidado nas postagem nessas redes mais informais.

Comunidades que curte e participa, tipos de comentários e postagens polêmicas… todo cuidado é pouco pois más interpretações podem colocar você em uma saia justa perante seus colegas de trabalho, que poderá ser difícil de contornar.

Portanto se essas estatísticas estiverem corretas, você deve resistir a tentação de entrar na onda de piadas e discussões polêmicas para não se estressar tendo que se explicar depois…

Portanto, basicamente,

  • Esteja na rede;
  • Mantenha seu perfil atualizado com frequência razoável (a cada 3-6 meses);
  • Dobre sua atenção com o que posta e interage nas redes informais como Facebook, entre outras.

Como dica bônus, ao postar algo no LinkedIn, sempre se pergunte antes de clicar no botão para publicar:

O que estou postando tem relação com desenvolvimento de carreira profissional?

Tem muita gente confundindo LinkedIn com Facebook e isso dá uma péssima impressão na rede, cuidado…

E você, como vê o crescimento e importância do LinkedIn no desenvolvimento da sua carreira profissional? Dê sua opinião!

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *