Programa Certific: Para quem não tem educação formal mas tem experiência

Esta notícia vai dar o que falar por aí: a partir de agora, segundo divulgação da INFO, trabalhadores sem diploma de educação formal, mas que queiram obter certificado de conhecimentos profissionais adquiridos ao longo da vida, podem se inscrever no Programa Certific.

O programa, resultado de parceria entre os ministérios da Educação e do Trabalho e Emprego, visa atender trabalhadores que há muito tempo desempenham uma função, mas não têm diploma ou certificado que comprove sua formação.

Inicialmente, serão reconhecidos profissionais das áreas de eletroeletrônica, música, pesca e aquicultura, turismo e hospitalidade, construção civil. Tanto as inscrições quanto a própria certificação e emissão de diplomas é gratuita. Não há limite de vagas.

Só que o processo não é tão simples assim: haverá avaliação por uma equipe multidisciplinar composta por assistente social, pedagogo e especialistas da área, onde caso aprovado, receberá certificado de instituto federal. Se não aprovado, será oferecido opções para que o trabalhador possa sanar as falhas técnicas ou mesmo déficit escolar. Quem desejar poderá conseguir mais Informações poderão ser pelo telefone  0800-616161.

O programa já está disponível em 13 estados mais o Distrito Federal. Nos últimos dias temos visto muitas reportagens nos jornais sobre a falta de mão de obra qualificada, que está emperrando o crescimento da economia nacional. Inclusive a própria área de TI também foi alvo duma dessas reportagens num dos telejornais da Globo.

Essa atitude do governo comprova a preocupação com esse fato. Tem muita gente boa aí que não tem boas oportunidades no mercado por causa da falta de uma comprovação de sua capacidade técnica por algum órgão formal, seja no nível escolar ou profissional. E é notório que essas formalidades não separam definitivamente as pessoas talentosas das não talentosas.

Eu mesmo conheço programadores que, depois de estarem ganhando muito bem e bem empregados, começaram a correr atrás de cursos formais apenas para se tornar competitivo no mercado, que adora um diploma, diga-se de passagem. Não que essas pessoas não utilizassem metodologias profissionais, pelo contrário, aprendiam nos livros consagrados do mercado, de forma que não se via diferença alguma na prática entre universitários formados.

O Brasil precisa agilizar o desenvolvimento de mão de obra. Poderíamos estar crescendo muito mais se não fosse o grave problema de educação que temos (que se não fosse o caso, não precisaria haver programas como esse), o que aliás não é muito atacado pelos governantes pois é um projeto a longo prazo e quem vai lembrar de quem o iniciou, certo? Então investir em pontes, viadutos, e outras coisas mais simples de inaugurem e deixarem sua marca dá muito mais votos… Bom, que nesta eleição possamos nos atentar a esse grave problema e exercer nosso poder de mudança no voto da melhor maneira possível.

E você. qual sua opinião sobre esse programa? Quais os efeitos poderia prever sobre o mercado de trabalho? dê sua opinião!

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

3 Comentários

  1. MARIA RENI R K CRUZ

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *