Workaholic: Teste e descubra se você é e 3 dicas para melhorar

O termo workaholic, utilizado para definir pessoas viciadas no trabalho, está atingindo um número cada vez maior de profissionais, que acabam por confundir o horário de trabalho com lazer e descanço. Não que isso seja uma opção, a princípio, para muitos, mas uma obrigação gerada pela crise que afeta as empresas globais, que não tem outra alternativa senão enxugarem seus quadros de empregados. Aí não tem jeito, o azar é de quem vai e também de quem fica, que acaba assumindo a carga de trabalho do(s) colega(s) com o mesmo salário e expedientes esticados.

Tudo mundo está cansado de saber que uma das receitas do sucesso é trabalhar no que gosta. O problema é que quando se gosta muito, isto se torna sua vida, de modo  que começa a abrir mão de todo o resto sem ao menos se dar conta, ou se dar conta tarde demais, quando as perdas já são irreparáveis.

A atitude do candidato a presidente dos EUA, Barack Obama, é um exemplo de como isso é comum em nossas vidas: perdeu sua mãe, vítima de câncer e não pôde visitá-la devido aos seus compromissos com o trabalho. Dessa vez, disposto a mudar de atitude, reconheceu seu erro,  e tratou de visitar sua avó que está gravemente doente, mesmo estando ele em plena reta final de campanha presidencial.

Não seria essa atitude  inicial de Obama, com relação à sua mãe, um claro sintoma de um workaholic?

Veja 3 dicas para auxiliar você  a sair dessa condição escrava de um workaholic ou melhor ainda, impedir que chegue nesse ponto :

1 – Distribua suas tarefas

Não necessariamente passar a bola, ser um Horácio, mas crie um processo de transferência mais viável de atividades críticas para outros colegas de trabalho, de modo que em caso de dor de barriga, você não tenha que atender ao celular e dar um suporte como um rei, sentado em seu trono.

2 – Saiba dizer não

Seu chefe tem que saber que existe vida além do trabalho, pelo menos para você. Abrir mão de eventos familiares inesquecíveis como um passeio tão esperado pelos filhos ou cônjuge, só causa ruptura nos laços familiares além de deixar seu chefe mau acostumado.. “Ué…ele nunca deixou o trabalho para passear com a família, será que ele está desmotivado??”. Obviamente há exceções, e que sejam exceções na definição estrita do termo…

3 – Não leve trabalho para casa

De que adianta você entrar e sair no horário da empresa se volta para casa com a pasta abarrotada de pendências praticamente todos os dias, que você pretende somente dar aquela “olhadinha”, nada demais? Devemos gerenciar a pressão que sofremos por resultados e não permitir que ela dite o curso de nossas ações.

Enfim…

…Ouça seus familiares e amigos sobre seu comportamento, muitas vezes somos acometidos de problemas que somente quem está de fora, sob outro ângulo, pode enxergar e nos alertar.

Você se considera um workaholic? Aproveite e faça este teste disponibilizado pela Você S/A e descubra!

Este artigo levou em consideração o assunto apresentado no ConvergênciaDigital. Acesse como complemento a esta leitura.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

5 Comentários

  1. Eduardo
  2. Vinicius
  3. Bruno
  4. rosy benkendorf
  5. Vinicius

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ebook Grátis: O Segredo para conseguir os melhores empregos

Atenção: Edição por tempo limitado!