PLR diminui a rotatividade de profissionais de TI – mais cinco ações para diminuir ainda mais

 carreira-felicidade-informatica-ti-salario

Segundo dados compilados pelo Sindpd, a rotatividade de profissionais de Tecnologia da Informação cai proporcionalmente (em SP) com a concessão de PLR a esses profissionais. Segundo dados publicados no site Convergência Digital…

O presidente do Sindpd, Antonio Neto, afirma que os números mostram que o aumento de acordos de PLR têm relação direta com a redução dos pedidos de demissão. “Nós temos observado no dia a dia, na relação direta com os trabalhadores, que este benefício faz toda a diferença. A participação nos lucros e resultados é um grande instrumento de retenção de talentos. Um trabalhador valorizado e reconhecido se sente mais motivado para bater as metas da empresa”, afirma.  (Fonte: Convergência Digital)

Está aí uma descoberta que não deveria deixar ninguém surpreso! Deixe seus funcionários participarem da parte boa (distribuir somente trabalho não dá) que o reconhecimento por parte do profissional começa a aparecer. Mas isto ainda é muito pouco. O profissional começa a trocar menos de emprego, mas a produtividade e satisfação do profissional devem aumentar para o bem geral de todos, então existem mais algumas coisinhas que a empresa pode fazer para atingir esses objetivos. Separei-as em cinco pontos:

1 – Ouça o funcionário

Ouvir e uma das maiores atitudes de respeito que podemos ter para qualquer pessoa do nosso convívio. Na empresa, isso tem um poder significativo ao ponto de ser decisivo quanto a permanência ou não do funcionario. Já vi gente saindo de empresa até para ganhar menos por causa disso. As pessoas precisam se sentir valorizadas, capazes de agregar valor não apenas com mão de obra mas com idéias. Tente entender quais são seus maiores problemas, anseios… As vezes, nao é 500 reais a mais que vai segurar o profissional.
Muito chefe por aí pensa que o funcionário é igual a seu filho, que quando reclama de atenção, entrega o cartão de crédito a ele, tentando o comprar com presentes. O problema é que essa ausência do pai, ou do chefe, mais cedo ou mais tarde vai surpreendê-lo, e negativamente. Filhos rebeldes e funcionários abandonando o barco por pouco. Poderia se esperar algo diferente?

2 – Invista na capacitação técnica e comportamental

Muitos chefes pensam que não devem investir na especializacao de sua mão de obra pois assim esses funcionários privilegiados trocariam de emprego, esses traíras, dizem eles. Oras, apresente um plano de crescimento decente a esse funcionário, trabalhe com ele suas motivações e conquistará sua confiança. Acredite no seu taco, na força da empresa e no potencial de seu funcionário e verá que poderá tê-lo ao seu lado por muito tempo.

É questão de saber estabelecer uma parceria, mas sem falsas promessas. A motivação de cada um é diferente, então não deixe para depois para não ser apanhado desprevenido pelo mercado.

3 – Crie plano de incentivos a produção

Não trate todos iguais, saiba diferenciar os mais produtivos do restante do time. Procure entender as dificuldades dos que não produzem, ajudando dentre esses os que querem crescer, aprender, e se livrando dos problemáticos, que só pensam em prejudicar o time e a empresa.

Todos devem entender o porque alguém ganha mais ou menos e também entender os caminhos que podem levá-los a igual tratamento salarial e de benefícios. Esconder essas informações não leva a nada de positivo, pois uma hora vaza na rádio-peão. Aí o estrago está feito.

4 – Mostre o caminho para crescer com a empresa

Nao dê apenas dinheiro. As pessoas buscam em geral muito mais que isso. Querem se sentir importantes, úteis, realizadas, que estão contribuindo para uma grande causa melhorando a vida das pessoas com seus produtos e serviços. Elas querem saber até onde podem chegar em suas carreiras neste ano, no ano que vem, daqui a cinco anos e você pode ajudá-las a enxergarem isso.

Trabalhar sem perspectivas é uma das piores coisas que pode acontecer a alguém. Pode seriamente afundar a vida pessoal trazendo estresse, depressão e outras doenças, e claro, por consequência, prejudicar os negócios. Ninguém ganha nessa.

5 – Dê autonomia para que o funcionário crie soluções

Inspire as pessoas a arriscarem na criação de soluções, a pensarem. Voce poderá se surpreender com as saidas que as pessoas podem encontrar para vários problemas tidos como difíceis, quando incentivadas a tomarem as rédeas da situação.

Faça com que venham com a solução e não apenas com o problema embaixo do braço para uma reuniçao. Isto vai desafogar a administração ao mesmo tempo em que ganha a confiança da equipe estimulando-a a pensar e a assumir responsabilidades como verdadeiros empreendedores corporativos.

Atenção caro empresário, líder, chefe… Está em suas mãos grande parte da responsabilidade de crescimento da produtividade e satisfação de seu pessoal. Chega de culpar a economia, o custo Brasil… há várias ações que chegam a não ter custo financeiro algum, senão ao menos uma dose generosa de boa vontade.

Claro, há muitas outras ações além das listadas acima que os gestores podem tomar para ajudar a diminuir a rotatividade e melhorar os negócios e a vida de seus funcionários. E você, poderia adicionar mais alguma a esta lista?

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

2 Comentários

  1. Bruno Augusto
  2. Vinicius

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Está na Hora de ser Valorizado e Conquistar o Salário que Você Merece!

Cadastre seu E-mail e Pegue seu Livro Grátis! Promoção por Tempo Limitado...

Fechar esta janela

  • Saiba qual o segredo dos que ganham mais