Pesquisa revela 7 carreiras promissoras entre 30 com forte relação com TI

Está cada vez mais difícil se falar em profissões promissoras no futuro sem envolver Tecnologia da Informação no meio.  Uma multinacional, dona de 50 universidades em 20 países, inclusive no Brasil, faz anualmente um estudo  para entender as exigências do mercado de trabalho para os próximos anos.

Um bom material para a gente entender um pouco melhor o quanto estaremos alinhados a essas necessidades futuras – e assim mais valorizados – caso as expectativas se concretizem.

Segundo artigo da INFO

O estudo de 2011 aponta que parte significativa das novas carreiras está relacionada às indústrias de tecnologia da informação, engenharia, energia e à sustentabilidade. Outra parcela estará concentrada em serviços, em áreas como entretenimento e saúde.

Separamos abaixo, 7 profissões, entre elas algumas de TI e outras com forte ligação nessa área. Os salários poderão variar de R$3.500 a R$18.000 nesse grupo de profissões. Veja as 7 que separamos, de um universo de 30 apresentadas no artigo:

1 – Especialista em inteligência artificial

Por que é uma boa? Com os avanços da robótica, crescem os investimentos no desenvolvimento de robôs e microrrobôs que desempenham funções como exames médicos invasivos, identificação de defeitos em tubulações e redes elétricas e substituição do homem em atividades perigosas.

Perspectivas: Os salários variam de 5 000 reais a 10 000 reais.

Bom para quem: Cientistas da computação, engenheiros da computação, analistas de sistemas.

Preparação: Especializar-se na área, por meio de graduação ou pós.

2 – Profissional de marketing para e-commerce

Por que é uma boa? No Brasil, a cada ano as vendas online crescem de 30% a 40%, segundo a Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico. Por isso, profissionais habilitados a desenvolver e implementar estratégias para aumentar a exposição de marcas e produtos na internet e a criar canais eficientes de venda online estarão hipervalorizados.

Perspectivas: Demanda altíssima. A consultoria Michael Page faz atualmente uma média de dez posições por mês na área. Os salários variam de 6 000 até 18 000 reais.

Bom para quem: Profissionais de marketing, administradores, TI e interessados em inovação e novas tecnologias.

Preparação: Especializações nas áreas de marketing, TI e redes sociais.

3 – Designer de games

Por que é uma boa? Estima-se que a participação brasileira no mercado mundial de games seja de 2% em 2011, o que representa uma receita de 2 bilhões de reais. Há uma demanda por profissionais qualificados nas cerca de 100 empresas brasileiras do segmento. O mercado tem atraído grandes estúdios estrangeiros, como a Ubisoft, criadora do jogo Assassins Creed, e a Blizzard, criadora do Guitar Hero, ambas com escritórios no país.

Perspectivas: Por ser um mercado que ainda tem um baixo número de profissionais qualificados, os salários variam de 4 500 a 9 500 reais. Existe a possibilidade de ganhos maiores para profissionais mais criativos e tarimbados.

Bom para quem: Para formados em computação gráfica, ciência da computação, publicidade, arquitetura, desenho industrial e áreas afins.

Preparação: Por ser uma profissão multidisciplinar, é possível se especializar apenas em uma das disciplinas que são oferecidas por várias instituições de ensino, além da graduação e dos cursos de nível técnico superior.

4 – Planejador de e-learning

Por que é uma boa? A internet fez explodir a demanda por cursos de educação à distância. E a exigência dos empregadores por cursos frequentes de aperfeiçoamento ou por formações rápidas em assuntos específicos criou um amplo mercado para o e-learning. Para atender a essa demanda surgem os planejadores de e-learning, responsáveis por pesquisar e contribuir com o conteúdo dos cursos, organizando de forma didática, interativa e visualmente interessante. O profissional vai trabalhar em instituições de ensino, universidades corporativas e consultorias especializadas em ensino à distância.

Perspectivas: Estimativa de salários varia de 3 500 a 10 000 reais.

Bom para quem: Pedagogos, jornalistas, educadores.

Preparação: Especialização em educação, profissionais com conhecimentos em redação para internet e webdesign.

5 – Desenvolvedor de web móvel

Por que é uma boa? O mercado de tecnologia, principalmente o de telecomunicação, tem uma demanda grande por dispositivos móveis. Esse profissional desenvolve programas de interfaces e aplicativos para comércio e marketing eletrônico, trabalhando com computação móvel, redes sem fio e sistemas.

Perspectiva: Salário inicial de 6 000 reais. Com três anos de carreira, o salário chega a 10 000 reais.

Bom para quem: Interessados em desenvolver dispositivos e redes.

Preparação: Domínio da língua inglesa. Cursos de nível técnico superior podem encurtar a transição.

6 – Advogado especialista em direito eletrônico

Por que é uma boa? A Federação das Empresas do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio) estima que 8,5% das famílias paulistanas tenham, ao menos, um integrante que já foi vítima de crime eletrônico. Os delitos praticados na rede vão de roubo de informações e downloads indevidos a fraudes bancárias, entregas de pedidos não realizadas e calúnia e difamação. A atividade de um advogado especialista nesse tipo de ocorrência consiste, muitas vezes, em encontrar, compreender e interpretar a legislação, que não contempla todos os casos.

Perspectivas: Faltam profissionais qualificados. Um advogado sênior com inglês fluente pode ter uma remuneração mensal de 8 000 a 13 000 reais, sem contar o bônus anual, que aumenta ainda mais a renda.

Bom para quem: Advogados que tenham interesse em atuar na área.

Preparação: Cursar uma especialização ou pós-graduação em crime eletrônico é uma exigência desse novo mercado.

7 – Especialista em bioinformática

Por que é uma boa? O uso de tecnologia da informação aplicado à biologia e à genética tem crescido. Existe demanda por esse profissional nas áreas de biotecnologia, farmacêutica, agricultura, medicina e bioquímica. A principal demanda é para desenvolvimento de softwares para análise de dados.

Perspectivas: A demanda ainda é baixa, mas a tendência é subir. O salário varia de 5 000 a 15 000 reais, dependendo da experiência e do conhecimento.

Bom para quem: Por combinar conhecimentos de química, física, biologia, computação e matemática, profissionais dessas áreas tendem a ter uma maior facilidade para migrar para essa área.

Preparação: É necessário que o profissional tenha conhecimentos e interesse em informática e biologia, e tenha feito cursos tanto em nível de graduação quanto em nível de extensão e pós-graduação, essenciais para sua atuação nessa área.

Mas cuidado para não se iludir com salários, embora seja importante saber a média atual, caso exista, e as perspectivas futuras.

Não adianta estudar e se especializar para ser apenas mais um no mercado, tem que buscar um diferencial, seja dentro ou mesmo fora do país, através de literaturas estrangeiras, cursos à distância, caso não consiga fazer um curso fora, no país e universidade onde a especialidade é referência.

O importante é fazer acontecer e o mais importante: ser feliz e sentir-se realizado no que faz, ok?

As profissões listadas acima, em destaque, são de um artigo da INFO.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails