Nove segredos dos profissionais bem-sucedidos na carreira

Você se considera um profissional de sucesso? O livro escrito por Heidi Grant entitulado  ‘Suceed: How We Can Reach Our Goals’ propõe-se a desvendar o segredo dos profissionais  bem-sucedidos.

A autora, em artigo escrito na  Harvard Business Review, cita 9 atitudes comuns entre profissionais bem-sucedidos que os diferenciam dos que não são. Veja a lista e identifique o que pode melhorar para poder caminhar com mais objetividade rumo ao sucesso:

1.      Seja específico – Quando as pessoas definem um objetivo, elas devem ser o mais específicas possíveis. Como exemplo, a especialista cita que é melhor decidir perder ‘cinco quilos’ do que ‘alguns quilos’. Segundo ela, isso ajuda a deixar mais claro o objetivo a ser seguido e estimula o indivíduo a ficar motivado para atingir a meta.

2.      Defina o momento para agir – As pessoas têm hoje cada vez menos tempo, assim, não é surpreendente que elas deixem a rotina fazê-las perder oportunidades de agir para alcançar os objetivos estabelecidos. Assim, a psicóloga aponta que é importante definir um momento específico para buscar suas metas.

3.      Saiba exatamente onde quer chegar – atingir qualquer objetivo também requer um monitoramento rigoroso do progresso. Se a pessoa não percebe que ela não está indo bem, pode tentar ajustar suas estratégias. O ideal é checar isso de forma semanal ou até diária, dependendo da meta.

4.      Seja um otimista realista – Quando alguém estabelece um objetivo é importante ter a confiança de que vai ser bem-sucedido. Isso ajuda a manter o indivíduo motivado. Mas as pessoas também não podem deixar que isso faça com que subestimem as dificuldades ao longo do caminho.
 
5.      Foque em fazer melhor, em vez de pensar apenas naquilo que é bom – “Muitos de nós acreditam que nossa inteligência, personalidade e atitudes são estáticas – não importa o que façamos, não vamos melhorá-las”, afirma a especialista. Como resultado, ela diz que focamos em objetivos que conseguimos alcançar com nosso perfil atual, em vez de tentar buscar os conhecimentos e as habilidades necessárias.

6.      Seja decidido – Essa é a única forma de não sucumbir frente às dificuldades, aconselha a psicóloga. Mais uma vez, ela cita que pesquisas comprovam que pessoas determinadas conseguem maior nível de escolaridade e melhores resultados ao longo da vida.

7.      Exercite sua força de vontade – A psicóloga diz que a força de vontade deveria ser tratada como qualquer músculo do corpo humano, ou seja, ela precisa de exercícios regulares para fortalecê-la.

8.      Não abuse da sorte – Não importa o quão forte for sua força de vontade, é importante sempre respeitar o fato de que existe um limite, aconselha Heiti. Ela sugere que, para isso, as pessoas não assumam muitos desafios importantes ao mesmo tempo e evitem entrar em situações impossíveis. “Pessoas de sucesso sabem que não precisam tornar um objetivo mais difícil do que ele realmente é”, afirma.

9.      Foque no que você vai fazer – Evite ficar concentrado no que você não pode fazer e se foque no que precisa realizar para atingir um determinado objetivo. “Troque os hábitos ruins pelos bons, em vez de se concentrar apenas nos problemas”, aconselha Heiti. Um exemplo dessa situação, segundo a especialista, é quando a pessoa se sente nervosa por uma determinada situação e, em vez de ficar remoendo o acontecimento, ela se foca em buscar a calma, por meio de uma respiração mais profunda e exercícios de relaxamento.

São atitudes comuns, nada que exija um nível de inteligência acima da média para que possam ser seguidas. Disciplina, foco, força de vontade são os motores básicos para que você e eu as alcance, as aprimore no nosso dia-a-dia. Pequenas mudanças podem gerar um impacto enorme na nossa carreira profissional, abrir novos horizontes (mesmo no nosso emprego atual, onde talvez já tenhamos nos desiludidos), tira-nos do ostracismo. Não necessariamente problemas complexos exigem soluções complexas, altamente sofisticadas. 

Na minha carreira algumas vezes resolvi problemas assim, os quais pensei que eram apenas culpa de pessoas que me rodeavam. Mas obviamente tenho outros a resolver e essas dicas (divulgadas pelo site OlharDigital) já estão me fazendo refletir bastante… E você?

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails