Novas propostas do Sindicato para os profissionais de TI de SP

Depois da diminuição da jornada para 40 horas semanais, a briga ainda continua: O Sindpd, sindicato dos profissionais de TI do estado de São Paulo, estará inciando dia 14/01/11 as negociações tendo em vista vários benefícios para os profissionais da categoria, que seguem elencados abaixo:

  • Reajuste de 13,41%
  • Aumento do valor da hora-extra
  • Participação em Lucros e Resultados (PLR) de 80% do salário  mais parcela fixa de 200 reais
  • Sindicato paulista de TI quer reajuste de 13,41% e aumento da hora extra
  •  Auxílio-refeição
  • Adicional noturno
  • Elevação do piso da categoria
  • Inclusão de novos cargos

O presidente do Sindpd ressalta o ótimo desempenho do setor de TI em 2010 e as expectativas positivas para 2011. E não é para menos, o potencial do Brasil é fantástico, senão veja alguns dados: segundo a BRASSCOM (Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação), o Brasil tem o oitavo maior mercado interno de tecnologia da informação do mundo e, somado a comunicações, representa 8,3% do PIB nacional, com faturamento de US$ 140 bilhões.

Um sindicato forte é importante para fazer valer direitos mínimos para os profissionais. Os bancários e metalúrgicos, por exemplo, são bem representados nesse sentido. Claro que há muita política e politicagem envolvida nisto tudo, não quero aqui dizer que uma representação forte de classe vá ser a solução dos nossos problemas, mas pior sem eles, acredite.

Embora a solidez das empresas das áreas metalúrgica e bancária – que por tradição dão pacotes de benefícios vantajosos para seus colaboradores – contrastem com a precariedade do tratamento aos profissionais de TI da média empresa, isto não quer dizer que não haja espaço para melhoria nestas questões. Tem muita empresa de TI – ou que tenha uma área de TI própria – em dificuldade? sim. Por outro lado tem muito empresário inescrupuloso sangrando seus funcionários e depois jogando o “bagaço da cana no lixo”, e isto deve ser combatido.

Basta ver nas redes sociais por aí, não é preciso fazer nenhum cálculo para medir o descontentamento dos profissionais da área no que diz respeito a condições de trabalho, salários e benefícios e perceber que esse sentimento atinge a imensa maioria do pessoal. Jovens que vêem esse sentimento generalizado em suas pesquisas na rede e conversas com pessoas da área provavelmente podem se assustar com a situação e desistir de ingressar na TI, e como menos gente ainda, menos dinheiro, e a situação tende a piorar.

Enquanto as empresas ignorarem o lado humano dos profissionais e levarem muito ao pé da letra o termo “recurso”, a rotatividade de pessoal continuará em alta no mercado, e todo mundo perde nesse jogo.

Tem que se encontrar um bom senso, fazer valer a relação ganha-ganha, e este deve ser o papel de um sindicato sério, é o que esperamos do Sindpd. Se seguir esta linha tenho certeza que terá apoio maciço da categoria. E você, qual é sua opinião a respeito do papel do nosso sindicato? Sente-se bem representado como profissional de TI? O que espera dessas negociações?

A noticia sobre as negociações sindicais tem referência no artigo do IDGNow

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

4 Comentários

  1. lolwat
  2. Leonardo Marques
  3. Vinicius
  4. Vinicius

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *