Mitos e realidades da carreira de Tecnologia da Informação

Todas as áreas de atuação profissional tem seus mitos, construídos, criados e bem cuidados pelo senso comum. Na área de Tecnologia da Informação não poderia ser diferente.

Temos vários desses, que são frutos de questões levantadas, que por vários motivos deixam de ser questionadas, sendo simplesmente aceitas pelo pessoal que vai entrando e que logo repassará aos profissionais que virão depois.

Na verdade, não se pode ignorá-los e muito menos tratá-los como lei sob pena de ficarmos fora de sintonia dentro da empresa onde trabalhamos. Por isso apresentamos essa pequena lista, apresentada pelo site CIO. Os ítens seguem abaixo, de forma resumida e com alguns destaques, veja quais deles são mais significativos para você:

1 – Trabalhar longas horas é sinônimo de sucesso.
Trabalho duro representa um pré-requisito para a maioria das posições de TI, mas isso não é medido em horas no escritório. Uma agenda muito ocupada e extensa pode acabar afetando a produtividade, por conta da exaustão do profissional. Além disso, trabalhar até muito tarde todos os dias pode passar a impressão de que o profissional falha ao gerenciar seu próprio tempo.

2 – Escolher uma especialidade e ser muito bom nela.
O departamento de TI sempre precisará de especialistas em certas tecnologias, mas ser bem-sucedido no cenário atual requer a habilidade de expandir o escopo de atuação de acordo com as necessidades da empresa.

3 – Agarrar qualquer nova responsabilidade.
A atitude do profissional que diz saber fazer de tudo não vai ajudar em nada se ele se responsabilizar por algum trabalho que não pode fazer. Quando alguém se voluntaria para projetos que se estão além das suas habilidades podem criar dores de cabeça para todo o departamento.

4 – Quanto mais certificações, melhor.
O mercado é altamente competitivo, razão pela qual alguns profissionais são tentados a buscar cada nova certificação que aparece. Mas essas credenciais só têm valor quando associadas a alguma experiência.

5 –  Seja discreto.
O profissional de TI padrão tem medo de ser percebido na organização como fofoqueiro ou de ser desagradável ao tentar a socialização. No entanto, gastar um pouco de tempo todos os dias para manter conexões pessoais com pessoas de toda a companhia é essencial para a saúde da carreira.

Um único ponto que discordo do texto daquele artigo é a pura classificação desses pontos como mito.

Isto porque acredito que o grande problema desses mitos é que eles não são tão irreais, lendário assim quanto parece. É uma questão de contexto da afirmativa. Se você não olhar bem para sua equipe, seu departamento, sua empresa, você poderá fazer uma leitura precisa de quanto aquela afirmativa tem realidade ou de mito.

Infelizmente ou não, há empresas que valorizam absurdos, como até a carga horária do funcionário. Não interessa muito o resultado, mas se ele estiver ali sempre entrando mais cedo e saindo mais tarde, o chefe sempre vendo-o ocupado, é considerado comprometido e veste a camisa da empresa. Vai entender…

Em suma, critique a afirmativa aparentemente incontestável. Contextualize-a na sua empresa e então entenda até que ponto é mito, sem ser radical ou extremista na sua análise. Esse processo vai ajudá-lo a entender melhor o ambiente profissional onde você está inserido, de modo que possa se adaptar melhor aos desafios que ele oferece.

E você, na sua empresa, qual desses pontos parece mais latente? Qual deles ainda nao vivenciou na sua carreira profissional? Dê sua opinião!

Mais detalhes dos pontos citados são encontrados no site CIO.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Discussão