Líder de TI dos pesadelos: quando o poder sobe à cabeça somada à incompetência

Chefe ruim parece não ser a exceção nas empresas em geral, a despeito do porte, e nos departamentos de TI onde ela seja atividade fim ou não, não poderia ser diferente.

Um dos motivos para a ascenção de líderes incapazes passa pela deficiência da própria administração das empresas, que promovem o melhor técnico, o profissional que tem mais tempo de casa, o cara mais fofoqueiro (ooops, o mais comunicativo…), o menos competente para não ameaçar os cargos superiores, bem, existem bem mais motivos “estranhos”, digamos assim, do que podemos imaginar ( ou pelo menos queremos acreditar).

O site InformationWeek Brasil elencou cinco sinais de que voce pode estar em sérios apuros na sua empresa… até mesmo um alerta para que tente identificar o problema na conversa com o futuro gestor mesmo antes de aceitar aquela vaga:

1. Uma insaciável sede de poder

O poder corrompe, se origina da execução de um departamento de manutenção de software ou planejamento de capital de TI global. “O poder se torna inebriante, porque todos os súbitos estão fazendo o que você quer fazer e isso é muito viciante”, diz Riggio. “O verdadeiro problema, porém, é que os líderes que abusam de seu poder não estão desenvolvendo suas pessoas para colaborar com eles, mas sim para obedecê-los.”

O que é pior, adverte Riggio, é que os líderes que ficam bêbados no poder muitas vezes começam a acreditar que as regras não se aplicam a eles e que eles estão de alguma forma acima da lei.

2. Punição acima da positividade

Ao invés de capacitar os membros da equipe e fomentar a confiança, sugere Riggio, líderes ruins controlam seus adeptos utilizando medo e punição. Ao exigir a obediência completa e punir profissionais para questionar decisões de departamento, um chefe ruim, cria um ambiente desprovido de inovação e colaboração.

“A estratégia de gestão punitiva é realmente terrível, porque os líderes acabam gastando todo o seu tempo à procura de erros ou de pessoas que estão fora da linha e caindo sobre eles”, diz Riggio. “Mas logo que o seu está de costas, os funcionários vão tentar fugir com as coisas. Isso não é uma estratégia boa de gestão. A melhor estratégia é incentivar o comportamento positivo.”

3. Falha de comunicação

A ausência de comunicação com os colegas é um sinal chave de um mau líder, de acordo com Riggio. “O maior problema com os líderes pobres é a tendência de má comunicação”, diz ele. “[Pobres] líderes acreditam que os seguidores não querem saber ou não precisam de certas informações.”

4. Um ego em overdrive

Para ter certeza, a confiança é essencial para gerenciar pessoas e sistemas de TI. Mas um líder de TI com um ego fora de controle é uma coisa perigosa. “Narcisismo extremo é realmente problemático”, adverte Riggio. “Quando a autoconfiança torna-se narcisismo, o líder se torna tóxico.”

Os líderes precisam ter uma certa humildade para reconhecer as responsabilidades que vêm junto com eles e eles precisam entender que é um privilégio para cuidar dos interesses de uma equipe e organização, diz Riggio.

5. Sobrecarga de paixão

Não diferente de autoconfiança, a paixão é uma parte poderosa de ser um excelente líder. Mas os líderes de TI não devem permitir que sua paixão pela tecnologia substitua a sua compaixão pelas pessoas.

“Às vezes a paixão fica no caminho da humanidade, especialmente se o foco é sempre na tecnologia – sobre as coisas, e não as pessoas que estão criando as coisas”, diz ele.

Como sugestão, caso vá mudar de emprego ou de departamento, utilize estas dicas para elaborar perguntas que visem à identificação de líderes mau preparados (ou até mau intencionados), para poderem ser feitas ao gestor.

Porque muitas vezes depois da mudança, aí meu amigo, só pedindo a conta e partindo pra outra, com enorme prejuízo na conta.

Por isso, cuidado com a ilusão sobre o porte da empresa, a Tecnologia de ponta, sua internacionalização ou mesmo salário e pacote de benefícios atraentes. Afinal, se você puder identificar uma lideranca tão ruim assim logo de cara, em poucos minutos de conversa, voce provavelmente não vai querer pagar para viver o inferno no dia-a-dia lá dentro, especialmente se tiver trocando de emprego.

Portanto, pense bem, tem muito mais coisa em jogo do que apenas algumas centenas de reais a mais no bolso… o preço pode sair bem mais caro no final.

As cinco dicas em destaque foram publicadas pelo site InformationWeek Brasil.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *