Laptop pode causar infertilidade masculina? é sério isso?

Ao ver esta notícia fiquei realmente preocupado. Os usuários (masculinos) de laptops, em especial a turma que trabalha com um deles no colo o tempo todo pode estar correndo risco de infertilidade. Ao ver isso no site Baguete não pude deixar de compartilhar a notícia com você, afinal este blog tem que estar atento também à relação saúde x tecnologia.

Veja o que diz o site sobre o assunto:

Utilizar laptop no colo pode prejudicar a qualidade dos espermatozóides. É o que afirma um estudo realizado pelo urologista Yelim Sheynkin da State University of New York, publicado pela revista Fertility and Sterility, segundo a agência de notícias Reuters.

De acordo com a análise do urologista, termômetros foram usados para medir a temperatura dos escrotos de 29 jovens que tinham laptops apoiados sobre os joelhos. Mesmo com um suporte sob o computador, os escrotos dos participantes se superaqueciam rapidamente.

“Depois de 10 ou 15 minutos, a temperatura de seus escrotos já está acima do que consideramos seguro, mas eles nem percebem”, acrescentou Sheynkin.

Segundo o médico, nenhum estudo havia pesquisado o efeito dos laptops sobre a fertilidade masculina, mas pesquisas anteriores demonstraram que aquecer o escroto em mais de um grau é o bastante para danificar os espermatozóides.

“Apoiar um laptop sobre os joelhos exige manter as pernas imóveis e fechadas. Assim, depois de uma hora nessa posição, a temperatura dos testículos sobe 2,5 graus e pode causar infertilidade masculina”, explica o urologista.

Não tenho competência técnica e acadêmica no assunto de causas de infertilidade ou riscos associados ao uso de tecnologia, porém não pretendo arriscar (mais) nesse sentido, certo? Não vou pagar pra ver se o aparente ilustre profissional da saúde tem razão ou não. Obviamente se fosse você faria o mesmo… 

Claro que há muitos mitos por aí e uma forma de diminuir as chances de cair num deles é selecionando bem a fonte. Veja bem o que eu disse: “diminuir as chances”. É evidente que reconhecidas empresas da mídia também incorrem em alguns erros de vez em quando. A agência internacional de notícias Reuters parece ser um desses mais confiáveis.

De todo modo, analise as fontes das notícias, e na dúvida, mais uma vez, não arrisque.

A notícia foi reportada pelo site Baguete 

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

3 Comentários

  1. Rodrigo Rigotti
  2. Edson Soares
  3. Wut

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *