Financiamento estudantil do Fies sem fiador…agora pode!

Esse negócio de exigência de fiador para financiamento estudantil nunca teve sentido. Poucas pessoas poderiam preencher esse requisito para conseguir o sonhado financiamento e realizar o sonho do curso superior. Resolver ser fiador para uma pessoa carente financeiramente não é uma atitude fácil de se tomar, a não ser que seja para um parente muito próximo e olhe lá. A palavra “Fiador” traz embutido em seu significado algo como “mais cedo ou mais tarde vai sobrar pra você”, o que faz as pessoas pensarem 10 vezes antes de considerar estar nessa posição.

Mas agora você, estudante, está livre dessas amarras, chega de ficar implorando a parentes, amigos, etc. Você agora será o responsável integral por suas atitudes quanto a que estudar, e pode escolher seu caminho quanto à carreira que pretende seguir sem ficar devendo explicações  a fiadores, muitos destes preocupados somente se o curso que você escolheu permitirá que consiga suportar financeiramente a dívida sem que sobre para eles. 

Segundo informado pela INFO, o governo anunciou a queda dessa exigência e deu novo fôlego à esperança de muitos que anseiam crescer profissionalmente, mas não podiam por questões puramente financeiras.

Informa a INFO que…

…Para substituir a figura do fiador, o governo criou o Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (Fgeduc), composto por recursos do tesouro nacional e por parte dos títulos transferidos pelo Fies a instituições de ensino que quiserem participar do programa. A adesão é voluntária.
O estudante interessado em aderir ao fundo deve, no momento da inscrição ao programa, optar pela nova modalidade (sem fiador) e verificar se a instituição na qual pretende ingressar também aderiu, o que é feito pelo Sistema Informatizado do Fies (SisFies).
Quem pode aderir:
– estudantes que tenham renda familiar mensal per capita de até um salário mínimo e meio;
– estudantes matriculados em cursos de licenciatura;
– bolsistas parciais do Programa Universidade para Todos (ProUni), que optem por inscrição no Fies no mesmo curso em que são beneficiários da bolsa.

Renegociação de contratos antigos,  redução de juros e aumento do prazo de amortização  também foram outras boas notícias que tivemos, além ainda da extinção de período específico para inscrições. Pode ser qualquer época do ano agora. Acesse o site do FIES para maiores informações de como proceder.

Se você tem parentes e amigos que dependem de financiamento estudantil, divulgue esta importante notícia. Mais barreiras precisam ainda ser quebradas para que mais jovens tenham acesso à educação, e educação de qualidade. Esperamos que esta seja somente mais uma de muitas outras ações nesse sentido.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Discussão