Equilíbrio entre educação e experiência faz a diferença na carreira

O que é mais importante para sua carreira profissional, experiência ou educação? Todos nós pendemos para um dos lados enquanto construimos nossa carreira profissional. Infelizmente, Raramente fazemos isso com o devido equilíbrio. Seja por modismo, realizacao pessoal,ou o que for, por vezes acabamos nos enrolando com cursos mal acabados, trancados, anos desperdiçados e algumas centenas de reais pelo ralo.

Antes de falirmos, é importante se perguntar: Até quando devemos continuar  os estudos?

Um relatório da Kelly Global Workforce Index- empresa líder de soluções para força de trabalho- divulgado recentemente, indica que, para 80% dos entrevistados, a experiência profissional é mais importante do que a educação formal para o avanço na carreira.

Segundo a INFO, a pesquisa, que alcancou 97 mil pessoas, entre as faixas etárias características das geracoes X e Y, em mais de 30 países, separados por Américas, EMEA (Europa, Oriente Médio e África) e APAC (Ásia Pacífico).  O relatório foi entitulado  “A Evolução da Força de Trabalho: Condutores da Escolha de Carreira e Progressão da Carreira”.

Antes de embarcar num novo curso,que vai demandar altos investimentos com tempo e dinheiro, pare e reflita em qual será o ganho caso conclua o curso com sucesso, questione-se quanto a qual seu real objetivo em faze-lo.

Sua empresa vai valorizar? Está ciente de seu esforço? Ou está fazendo o curso tendo em vista uma mudanca de carreira no futuro? Se esse novo curso não se encaixa numa futura demanda na empresa onde você trabalha, mas gosta do que faz e da empresa, que tal comentar com superiores, que tem uma visão mais ampla da organização, sobre qual curso seria uma boa investir?

O importante é estar ciente das próprias escolhas, se vai continuar estudando ou não, e entender que nao é porque se tem mais estudo que o outro colega de trabalho que seja prioritário para uma promoção. As empresas continuarão priorizando, no geral, os resultados, a despeito de se ter pós-graduação ou não, em faculdade de primeira ou terceira linha.

Tem muita gente que confunde isso. Se você pensa assim, talvez seja bom descançar um pouco e reservar um tempo para transformar o grande conhecimento já acumuado em resultado que atraia uma boa proposta de aumento salarial. Pode ser esse o seu momento.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

3 Comentários

  1. antonio carlos
  2. jose augusto tavares

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *