Equilibrar estudos com trabalho é um desafio cada vez maior – veja estas dicas para vencer

 

Foi-se o tempo em que trabalhar e estudar ao mesmo tempo era coisa apenas dos menos abastados financeiramente (entre os quais me incluo), que tiveram que começar a trabalhar no começo da adolescência para ajudar nos gastos básicos do lar.

Hoje em dia, não importa seu berço (se de ouro ou próximo de uma simples manjedoura), após algum tempo fatalmente você terá que voltar aos estudos – juntamente com o trabalho, pois o mercado e as mudanças que ele gera demandam  cada vez mais complexidade e velocidade no trabalho que realizamos no dia-a-dia.

Se você é da área de TI então, aí meu amigo, sei que devo estar chovendo no molhado porque você deve ouvir isso quase que diariamente no trabalho.

Por isso, dicas assim, como as que li abaixo, do site da INFO, são muito importantes para pessoas como nós, que a despeito da classe social, entrentam o mesmo dilema.

Afinal, como equilibrar tudo isso? Chefes que chegam faltando 10 minutos para o término d0 expediente e passam um relatório para que esteja pronto no dia seguinte às nove, do outro lado, o professor, que passa um trabalho de pesquisa, lista de exercícios para que seja entregue até mesmo antes que se tenha um fim de semana livre..realmente é uma loucura e estressa só de lembrar desses tempos. Além, é claro, do temor que sobe na espinha, de saber que logo, logo essa realidade deve se repetir…

1 – Estabeleça prioridades – É essencial. O primeiro passo é então verificar qual das duas atividades é mais importante agora. “Se a resposta for o trabalho, o profissional pode montar uma grade de estudos com intervalos maiores”, diz Serra.

Uma possibilidade é frequentar aulas apenas três vezes na semana. Assim, sobra mais tempo para se dedicar às obrigações do trabalho. Tarefas acadêmicas também podem ser cumpridas com mais tranquilidade, durante as noites livres.

Se a prioridade é conquistar o diploma, a solução é escolher partir para um emprego mais flexível. “É importante poder sair do trabalho no horário certo, para não se atrasar para as aulas”, diz Serra. Jornadas de 12 horas diárias, portanto, estão fora de cogitação.

2 – Crie uma rotina – E seja extremamente fiel a ela. Estabeleça horários para estudar e para se dedicar aos projetos profissionais. Anote em um calendário ou em uma agenda datas importante de entregas de trabalhos e provas. Dessa forma há menos chances de você adiar o cumprimento das tarefas. A procrastinação é a grande vilã de quem estuda e trabalha.

Com isso, tenha hora certa para dormir e para comer. Cancele compromissos que não sejam urgentes. Por exemplo, sair com os amigos na quarta-feira à noite pode prejudicar o rendimento da quinta e até da sexta-feira.

3 – Otimize o tempo livre – “Não existe mágica”, diz Serra. Para conseguir dar conta do recado é preciso sacrificar alguns aspectos da vida pessoal. Os horários de lazer devem ser reduzidos.
Estudar aos fins de semana também é uma das primeiras medidas para quem se vê neste tipo de situação. “É preciso entender que se a pessoa trabalha é porque precisa e se estuda é porque isso vai fazê-la progredir no futuro”, diz Serra.

Com este pensamento fica mais fácil eliminar distrações como telefonemas para os amigos todas as noites ou assistir televisão por longas horas. O foco deve ser nos ganhos futuros.

4 – Use a tecnologia a seu favor – Celulares, smartphones, tablets e notebooks são aliados importantes. “Gravar aulas com o celular pode ser útil”, diz Serra. Dessa forma, você pode revisar o conteúdo das aulas enquanto percorre as distâncias entre sua casa, o trabalho e a faculdade. “As ferramentas tecnológicas podem contribuir com o desempenho”, diz Fernando Serra. Faça uso delas.

5 – Crie grupos de estudos – Ter um networking acadêmico ajuda. Grupos de estudos podem estimular o seu desempenho, na opinião do gestor de tempo. Se precisar faltar a uma aula porque precisou trabalhar até mais tarde, poderá pedir o conteúdo a um colega do grupo. “Um ajuda o outro nos momentos de sufoco”, diz Serra. Por isso, desde o início, procure se aproximar de pessoas que tenham as mesmas afinidades.

Ok, falar é fácil, sei 🙂 . Realmente é uma tarefa e tanto e é preciso ter sangue frio, porque senão colocamos facilmente tudo a perder – inclusive nossa saúde.

Não espere perfeição ou algo tão próximo na aplicação dessas dicas e outras que tenha aprendido de igual ou superior valor. Vamos nos animar com os pequenos degraus que subimos, pois fato é que assim ficamos mais próximos de nossos objetivos, certo?

É isso aí, deixe-me encerrar meu tempo por aqui pois tenhos outras atividades ainda a terminar, mas sem desespero, hein!…claro, vou tentar!

Os 5 pontos em destaque acima são de publicação da INFO.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Uma resposta

  1. Max

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *