Email com conteúdo racista derruba mais um

Realmente há erros que são cometidos que não dá pra entender. Alguns  não precisam de crise externa alguma para que os empurrem, tropeçam nos próprios pés.

Um vereador da cidade de Kannesaw, no estado americano da Georgia está sendo processado e foi obrigado a renunciar ao cargo. O motivo? enviou um email indicando a colegas, na câmara municipal, a jogarem o game on-line chamado “Border Control“.

Mas esse não é apenas mais um joguinho para matar o um tempinho no trabalho…o objetivo desse game, disponibilizado em flash pela internet, é matar a tiros o maior número de mexicanos que tentem entrar nos EUA ilegalmente. Os invasores são classificados em 3 categorias no jogo: “nacionalistas mexicanos”, “traficantes de drogas” e “parideiras”.

Dá só uma olhada numa imagem do game, no momento em que alguns mexicanos são “explodidos”:

game

E olha o que disse o vereador através do email:

“isso aqui é divertido demais! Pelo menos faz com que você se sinta melhor. Eu fiz minha parte hoje, evitei que alguns [mexicanos] viessem para cá!

Às vezes podemos perder noção da posição que ocupamos em alguma instituição, seja ela pública ou privada, de como uma alta posição ao mesmo tempo nos coloca em evidência, uma vidraça so esperando uma oportunidade para ser apedrejada.

Aí meu amigo, não precisa errar muito para ser derrubado, e até uma monitoração automatizadade email pode não ser necessária, como discutimos num artigo anterior. Basta alguém (dentre muitos dependendo do seu “tamanho” na empresa),  de olho em sua vaga e disposto a tudo. Não que esse indivíduo necessariamente se preocupe com os mexicanos discriminados…

A intolerância de muitos americanos tem aumentado e a razão não é nada desconhecida: a crise financeira, deixando milhões de cidadãos sem emprego, faz com que apontem o canhão para os imigrantes como se esses fossem a raiz de todo o mal.

É a corda arrebentando sempre do lado mais fraco

Não que seja aqui justificada a ilegalidade desses invasores, mas para isso existem as polícias de fronteiras. Para fazer valer a lei, que certamente não diz para matá-los.

E não imagino que o tratamento seja somente pelo fato de serem ilegais. Por aqui, no Brasil, temos também nossos preconceitos, e muitos de nós acaba soltando umas piadinhas hostis que mais revelam, afirmam e confirmam esse sentimento hostil, como Freud bem explica.

Não nos damos o “sacrificio”, por um instante que seja, de nos colocar no lugar daquele desfavorecido socialmente. É a tal da falta de empatia.

Um pouco de prudência faz bem…

Por mais que seja brincadeira, pense um pouco se você gostaria de ouvir aquele comentário se você estivesse naquela mesma situação…e depois brinque, se a consciência lhe permitir.

Aliás, essa atitude de respeito com o próximo deve refletir positivamente, aliviar um pouco nosso ambiente de trabalho, tão tenso e pesado devido ao fantasma da recessão que ainda ronda nosso país.

Ah sim, por motivos óbvios não divulgarei o link do game.

A notícia foi divulgada pela Globo.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails
Tags:

2 Comentários

  1. Remo
  2. Vinicius

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ebook Grátis: O Segredo para conseguir os melhores empregos

Atenção: Edição por tempo limitado!