Demissão ou troca de emprego: 5 dicas para se recolocar no mercado de Trabalho

O mercado de trabalho para os profissionais de Tecnologia da Informação continua a todo vapor, mas demissões não sao raras. Os motivos para que ocorram são os mais variados, que vão desde o problema de performance individual técnica ou comportamental, problemas de gestão da empresa, estagnação do mercado ou mesmo politicagem, citando os mais comuns.

E também, como consequência, é normal que sejamos acometidos pelos mais diversos tipos de sentimentos negativos, ainda que saibamos que a causa da demissão nao tenha relação direta com os resultados que trazemos (ou a falta deles).

Mas, sobretudo, é importante sair da fossa rapidamente, recompor-se e começar a trabalhar para retornar ao mercado de trabalho o mais rápido possível. O site CIO listou 5 dicas as quais gostaria de compartilhá-las com você:

1- Abra-se para as oportunidades – É sempre mais interessante procurar trabalho estando empregado. Atualize o currículo e mantenha olhos e ouvidos bem abertos para possíveis alternativas. Mesmo gostando do emprego atual, há outras possibilidades, algumas até melhores, que podem pagar mais ou garantir uma realização. Nunca se sabe quando a oportunidade baterá à sua porta.

2- Fique na mira dos headhunters – Construa um bom relacionamento com eles e não esqueça que faz parte da rotina de um headhunter descobrir talentos. Na medida do possível dê sempre um alô, marque um café. Mostre-se. Mantenha-os informado sobre o que está fazendo neste momento. A maioria deles tem 15 ou 20 minutinhos para falar com você.

3- Mostre que é um profissional versátil – Esta é uma característica fundamental para quem foi demitido e busca uma nova oportunidade. Quanto mais habilidades e capacidade de exercer difererentes posições você demonstrar, mais chances terá de conquistar uma vaga.

4- Mantenha documentos importantes em ordem – Tão necessário quanto demonstrar bom desempenho na carreira é manter todos os documentos em ordem. Entre os papéis importantes, estão incluídos antigos contratos de trabalho, com os termos que definem o prazo no qual o profisisonal pode ou não trabalhar com determinado tema relacionado ao antigo emprego. O portfólio do trabalho também deve ser mantido sempre em ordem.

5- Reconheça suas limitações e valorize as qualidades – Se o funcionário for despedido, ele deve analisar todos os possíveis porquês. Dessa forma, estará mais preparado nas próximas entrevistas. Qualquer recrutador perguntará por que o profissional foi despedido e provavelmente tem referências para checar a situação com o antigo empregador. As razões devem estar alinhadas e se isso não acontecer, o profissional pode não conquistar o emprego para o qual está se candidatando. Além disso, é bom evitar ser amargo ou crítico em demasia ao falar do antigo emprego. Você pode precisar dele.

São cinco atitudes que podem fazer a diferença a seu favor na fase de recolocação ou mesmo de troca de emprego (afinal, não raras as vezes, boas oportunidades aparecem quando ainda estamos empregados). Trabalhe-as com afinco, entenda melhor seu perfil profissional e comportamental, pois somente assim poderá destacar seus pontos fortes ao mesmo tempo em que se atenta aos pontos a melhorar.

E por último, vire a página do último emprego, não fique remoendo o que passou, mas também não ignore os erros que possa ter cometido e que por sua vez, poderão ser evitados na próxima.

As cinco dicas em destaque acima é do site CIO.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Está na Hora de ser Valorizado e Conquistar o Salário que Você Merece!

Cadastre seu E-mail e Pegue seu Livro Grátis! Promoção por Tempo Limitado...

Fechar esta janela

  • Saiba qual o segredo dos que ganham mais