Como Evitar que o Medo paralise sua Carreira Profissional na Busca de sua Vocação

nervosismo-carreira-vocacional
Tem uma decisão séria para tomar a respeito de sua carreira profissional,  mas está com medo? 
Ok, talvez MEDO não seja a palavra correta para o que você está sentindo… ou talvez seja mesmo, mas eu sei, não é fácil admitir, afinal, o medo está relacionado a sentimento negativo, de fraqueza, o que faz com que a gente coloque um disfarce nele o mais rápido possível para que as pessoas a nossa volta não percebam. Dois desses disfarces mais utilizados estão abaixo:
1 – Negação
Negamos, desdenhamos… As vezes, para não dar o braço a torcer e aceitar o medo que temos de arriscar, então agimos assim para evitar o desconforto de encarar esses medos. Tentamos enganar a nós mesmos com argumentos que, se você parar para pensar, verá que não são tão sólidos a fim de justificar sua falta de ação. É muito importante refletir nessas atitudes e tentar identificar o real motivo que pode estar escondido atrás delas. Talvez realmente você esteja rejeitando uma oportunidade por um motivo bem justificado, mas tenha certeza disso para não sabotar seu futuro profissional. 
2 – Procrastinação
Agora aqui, você talvez ainda não tenha começado ou até mesmo começou uma mudança, mas parece que ela não acaba nunca, não é? As vezes também esta é uma consequência do medo que tentamos esconder. O fato de dizer que estamos trabalhando para atingir aquele objetivo, nos preparando, pode ser mais uma forma de convencer a nós mesmos a não pensar que estamos travados “afinal, estou fazendo alguma coisa, não é?”… Nem sempre… A realidade pode não passar de um gerúndio interminável. Veja se suas ações não congelaram no tempo, e se foi o caso, analise se o medo não é uma de suas causas.
O problema não está no fato de ter medo (aliás, o medo faz parte de nosso instinto de preservação que é totalmente normal e saudável), mas sim nas consequências que ele pode causar em nosso modo de agir e pensar, sendo a PARALISIA a pior delas.
Claro, não estou dizendo que temos que tomar decisões inconsequentes, mas ambos os extremos são maléficos, por exemplo: muitos deixam de viver ótimas experiências porque tem medo da morte e o saldo dessa conta é uma vida monótona como se estivesse morto de fato, então por que não ser um pouco mais ousado na busca de um sonho, de sua verdadeira vocação profissional?

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails