Certificação de TI para profissionais de e-commerce – um mercado bilionário

O comércio eletrônico começa a ganhar destaque no cenário nacional no que se refere a representatividade do PIB: no Brasil é onde esse setor tem maior participação, comparado com os demais da América Latina. Um fechamento de cerca de 25 bilhões de dólares somente em 2011 em compras online, segundo pesquisa da América Economía Intelligence.

Mas há muito ainda a se conquistar, e para isso o setor tem que se especializar. Um grande passo em direção a isso é a criação da certificação para os profissionais que trabalham e pretendem trabalhar na área.

Segundo o site Baguete:

Vinte das maiores empresas de comércio eletrônico no Brasil se uniram para lançar uma certificação profissional para executivos da área.

A Fundação de Ensino a Executivos do Comércio Eletrônico – FEECE tem o respaldo de empresas como VTEX, Nova Pontocom, Walmart, Paypal, Buscape Company e Total Express, entre outros.

A sede será constituída em São Paulo em agosto e o objetivo é certificar profissionais do setor e promover a divulgação da economia digital no Brasil.

Provas de certificação elaboradas por executivos de renome do setor devem ser oferecidas bimestralmente. Outro das metas é criar o arcabouço necessário para que grandes instituições de ensino desenvolvam cursos de graduação e pós graduação na área.

A FEECE disponibilizará para instituições de ensino a pauta da prova e os temas que serão abordados. A ideia é que a prova tenha alto nível de dificuldade, levantando assim a necessidade de qualificação do profissional a ser certificado.

O valor da certificação na área de Tecnologia da Informação é bem reconhecido no mercado em geral como um ponto de medição do nível de conhecimento de profissionais da área.

Não como definição do melhor ou pior profissional, que fique claro, mas como um atestado de que o profissional tem investido na carreira e se atualizado profissionalmente, uma atitude imprescindível para quem quer conquistar (ou manter) seu espaço no mercado de trabalho nos dias atuais.

E o setor de comércio eletronico não podia ficar fora dessa, uma vez que caminha em busca de uma maturidade depois do boom de crescimento.

A certificação vai ser importante também para mapear os conhecimentos necessários para quem quer se tornar um profissional atraente para esse mercado, pois seus exames serão criados por autoridades que representam as empresas do setor.

Enfim, agora tem mais uma certificação para sair do forno, e torcemos sim para que represente um grande passo rumo à criação de uma estrutura de especialização profissional para quem se identifica com a área de comércio eletronico.

Que se crie sintonia com universidades e escolas profissionalizantes e assim se definam os diferentes papéis a serem desempenhados – com abertura de mais vagas, obviamente – nesse complexo mundo digital e bilionário.

O destaque desta notícia neste artigo é do site Baguete.

 

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails