Centenas de bilhões de reais gastos em Tecnologia da Informação até 2014

investimento-tecnologia-informacao-infraestrutura-ti-2014

A economia brasileira anda meio devagar, aquém do que se esperava as vésperas da Copa do Mundo. Porém, mesmo com o ritmo de crescimento fraco da Economia em geral, um setor deve fazer o mercado se agitar. Este é o mercado de Tecnologia da Informação,  que tem confirmado seu papel de grande importância no desenvolvimento do país.

Segundo o Gartner, instituto de pesquisas mundialmente renomado, em artigo do site Convergência Digital, projeta que …

O Gartner projeta que, no ano que vem, os gastos chegem a R$ 272 bilhões (US$ 129,7 bi), um incremento de 3,6% em relação a 2013, que deverá registrar um gasto de R$ 263 bilhões ( com o dólar em R$ 2,10) (US$125,2 bilhões).

Os números foram revelados nesta segunda-feira, 04/11, em coletiva de imprensa realizada na capital paulista, durante o Gartner Symposium, evento que reunirá mais de 1000 gestores de TI. De acordo com o Gartner, os gastos com datacenter vão chegar a US$3.2 bilhões em 2014, o que significará um incremento de 4,9% em relação a 2013.

Os gastos com software vão totalizar US$ 5 bilhões, com uma alta boa de 9,2% em relação a esse ano. Na mesma linha estão os serviços de TI que devem chegar a US$ 21,2 bilhões, um incremento de 11,2% em relação a 2013. Os gastos com telecomunicações são projetados para US$ 78 bilhões em 2014, um aumento de 1,8% com relação a 2013.

Por sua vez, o segmento de dispositivos – que inclui PCs, tablets, telefones celulares e impressoras – vão ter uma receita de US$ 22,4 bilhões em 2014, um incremento de 1,7% em relação a 2013. Para os analistas do Gartner, a economia digital está determinando uma mudança nos gastos com TI.

Dada quantidade de dinheiro prevista para ainda circular no mercado de Tecnologia da Informação até o próximo ano, é bom ficarmos atentos nas oportunidades, que de igual modo devem se multiplicar. Afinal, onde tem dinheiro investido, fatalmente se precisará de mão-de-obra. E com a mão de obra já escassa, eis um bom momento para negociar aquele plus para aceitar uma nova proposta de emprego ou mesmo negar um novo emprego desde que a atual empresa lhe dê um devido reconhecimento.

Isso mesmo, negocie na chegada, aproveite o momento já que os ventos parecem soprar a favor. Os próprios gestores terão nesses números positivos com relação ao investimentos, um apoio para aceitar sua proposta.

Agora quanto aquele que não tem nem experiência ou tem muito pouca, não desanime. Você não vai ser bem pago porque a economia e a empresa vão bem e falta gente no mercado, mas terá isso mais relação com o seu valor de mercado, estritamente ligada a sua experiência profissional. Aceite cargos/salários melhores para colher algo melhor num futuro próximo (isso também é investir na carreira), já com um curriculo mais valorizado. Eu já fiz isso, não me arrependo e recomendo fortemente a meus amigos. É um passo estratégico para trás, que costuma dar bons resultados.

Os dados da pesquisa do Gartner foram publicados no site Convergência Digital

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Uma resposta

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Está na Hora de ser Valorizado e Conquistar o Salário que Você Merece!

Cadastre seu E-mail e Pegue seu Livro Grátis! Promoção por Tempo Limitado...

Fechar esta janela

  • Saiba qual o segredo dos que ganham mais