Salários de técnicos crescem mais e ignoram a crise

carreira_tecnica

Se você não está com condições financeiras suficientemente boas para poder cursar uma faculdade, o que você faz? Qual seu plano B? Fica somente esperando o próximo ano ser melhor que o atual? Infelizmente é isso que muita gente faz, só que o tempo não para, nem a idade…

Mais um ótimo motivo para não estacionar no tempo por falta de grana ou mesmo resolver fazer um curso genérico numa faculdade qualquer que pode acabar não levando a lugar algum, por que não fazer um dos excelentes cursos técnicos disponíveis no mercado?

Além de um custo muito inferior em relação ao de uma faculdade privada, a questão salarial também tem chamado muito a atenção, e olha que nem a crise pôde segurar o crescimento dos técnicos, pelo menos em SP segundo últimos dados da pesquisa, veja:

Os técnicos formados pelas Escolas Técnicas (Etecs) estaduais, em São Paulo, tiveram um aumento salarial médio de 22,2% entre agosto de 2008 e setembro de 2009. A cifra é mais de cinco vezes a inflação do período, que foi de 4%. O salário passou de 1,8 para 2,2 salários mínimos.

A empregabilidade continua na faixa das pesquisas anteriores, 73,7%, dos quais 87,7% têm vínculo formal de trabalho.

As áreas que mais empregam são: indústria (24,7%), serviços (18,8%), comércio (13,9%), saúde (10%), informática (7,8%), educação (5,9%), construção civil (5%) e agropecuária 3,8%. Os 10% restantes estão empregados em outras áreas.

“Apesar da crise mundial, cujo ápice coincidiu com o período em que a pesquisa foi realizada, nossos técnicos conseguiram manter os índices de empregabilidade e ainda apresentaram um considerável aumento de remuneração”, declara César Silva, vice-superintendente do Centro Paula Souza.

Ligado à Secretaria de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, o Centro administra 173 Escolas Técnicas (Etecs) e 49 Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais em 141 cidades no Estado de São Paulo.

Além disso, o que tem de técnico ganhando mais que profissional com nível superior por aí não é brincadeira…até porque, como há certo preconceito em relação a formação técnica somado a explosão da demanda por técnicos nas mais diversas áreas do conhecimento por conta do crescimento da economia brasileira, quem se preparou nesse sentido está colhendo os frutos. 

Essa base técnica, além de proporcionar bom rendimentos financeiros, vai ajudar-lhe a fazer um bom pé de meia para uma boa faculdade…tudo questão de visão, planejamento e transpiração. E sem preconceitos! 

Os dados da pequisa foram divulgados via IT Web.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Discussão