Como cavar seu espaço dentro da empresa: 6 dicas essenciais

carreira_ideias_atitude

Você tem tido oportunidade de demonstrar o seu valor, seus conhecimentos e experiência dentro da sua equipe? Seu chefe lhe propicia um ambiente que estimule esse tipo de atitude? Caso negativo, não fique tão decepcionado, você não é o único a estar passando por isso (se isso pode servir de tanto consolo assim…). Aliás, pela natureza extremamente técnica dos gestores de TI, é de se esperar que esse seja o comportamento mais comum entre eles: gestão de pessoas certamente não é uma de suas prioridades.

Calma lá, não é por isso que você vai querer desistir e se acomodar, achando que essa situação não pode mudar. É justamente  nesse momento que grandes mudanças podem acontecer, porém não iniciadas pelo chefe, mas sim pelos subordinados. Você pode tomar algumas ações, cavar a sua oportunidade e mostrar o seu valor na sua equipe, por toda a sua empresa, sem para isso ter que passar por cima da autoridade do seu chefe.

A Computerworld traçou seis estratégias que podem ajudá-lo a crescer profissionalmente, quando seu chefe não é capaz de lhe ajudar. Veja cada ponto e tente identificar situações no seu trabalho. Este exercício vai ser muito produtivo para sua carreira, pode apostar!

1. Seja claro sobre o que você pode oferecer
A maioria das pessoas não consegue mostrar o valor pode criar para a empresa. Sempre que possível deixe claro que competência você possui e como ela pode ser aplicada para ajudar na obtenção de resultados. Ser visto como alguém que faz a diferença pode levá-lo a futuro candidato a promoções.

2. Peça o que você deseja
Mesmo que seu gestor não tenha demonstrado apoio até o momento, você deve sentar-se frente à frente com ele e expor suas ambições. Deixe que ele saiba que você precisa dele e esteja pronto para ouvir que seu chefe precisa de você. Esteja preparado também para articular o que você pode fazer por ele e como suas habilidades podem ajudar a organização. Não esqueça que seu chefe é a pessoa mais próxima a se tornar um defensor seu.

3. “Comprometa-se” com o sucesso do seu chefe
Pode parecer estranho, se você está sobrecarregado e insatisfeito. Mas se quiser ter sucesso, fixe sua mente no comprometimento com o sucesso de seu chefe. Assim, você se torna parte do trabalho dele e tem a chance de apontar saídas para erros ou problemas com fornecedores. Assim você se destacará pelo potencial que possui.

4. Faça conexões
Quanto mais você construir relacionamentos em toda a organização, melhor posicionado estará na hora de ser considerado para futuras oportunidades. Não comece por olhar para fora de seus interesses, mas aprenda a tentar conhecer um pouco mais sobre as outras pessoas que estão ao seu redor na empresa. Sempre que possível, almoce com alguém que você conheceu recentemente.

5. Faça o trabalho que você quer eventualmente
“Se você quiser se destacar, vá em frente, demonstre o que você é capaz de fazer”, diz o vice-presidente de marketing da AT&T, Von Wright. “Você precisa fazer o trabalho que quer e para isso tem que começar a fazê-lo hoje mesmo”, aconselha. Por exemplo, se você é um gerente sênior da área de tecnologia, mas pretende levar os projetos às equipes responsáveis pela definição das estratégias, arregace as mangas traduzindo os projetos em métricas de negócio. Claro que estar de olho em uma promoção não descarta a tarefa de continuar cumprindo com todas as suas obrigações. Mas você estará usando suas competências para esforços que no futuro podem ser reconhecidos na hora da empresa destacá-lo para a uma nova função, a qual você deseja ocupar um dia. “Você não pode perder a oportunidade de demonstrar suas habilidades na frente de líderes que não são, necessariamente, o seu chefe”, diz.

6. Acredite e mantenha a esperança
Tanto Wright quanto outros especialistas em carreira aconselham a agir como se já fosse o profissional pronto que você quer se tornar. Se o seu chefe não é solidário aos seus esforços, tenha fé, acredite que alguém será. “Todo bom líder está sempre procurando as pessoas certas”, afirma Wright. “E, quando perto de pessoas que têm as qualidades certas, começará a trabalhar para conseguir que o indivíduo se destaque na equipe”.

 Claro que há algumas situações de boicote de alguns “líderes”, que acham que vão perder sua posição com o crescimento de seus subordinados, problemas pessoais mal administrados, etc, mas no geral a questão parece ser mesmo de falta de preparo para gerir pessoas e o que é pior: a alta direção não consegue muitas vezes medir o tamanho do prejuízo para a organização causado pelas lambanças de seus gestores. Resultado: vai se empurrando com a barriga, e com resultados de performance aquém do esperado levando-se em conta o nível técnico dos subordinados.

Porém, essas estratégias apresentadas podem fazer uma grande diferença na sua carreira, independente de quem esteja no comando. E você, além dessas idéias, o que mais poderia fazer para se destacar profissionalmente quando o chefe não ajuda?

Este artigo faz referência a ComputerWorld

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Discussão