A verdadeira Copa do mundo acabou de começar e estamos à frente no placar

Falamos aqui no site geralmente com foco exclusivo em notícias relacionadas à Tecnologia da Informação, mas me orgulho por ter que desviar do assunto por um instante devido à grande mudança de mentalidade demonstrada pela população brasileira ao sair nas  ruas em protesto, sem ser empurrada por partidarismo, e isso tudo em plena Copa da Confederações.

O povo incrivelmente deixou de lado uma de suas maiores paixões para se preocupar com a dura realidade da degradante qualidade de vida no país.

Sabe aquele momento quando seu time é campeão e você fica anestesiado de felicidade no dia? Sentimos como se fôssemos os reis do pedaço.
Mas os verdadeiros vencedores desses campeonatos ganham 50, 100, 500 mil reais (quem dá mais?) e isto independente da vitória. Andam de carros de luxo e tudo o mais que o dinheiro pode comprar.
Mas logo passada a euforia da vitória (coisa de algumas horas), nós, o povão, voltamos à realidade da dificuldade que é viver no Brasil. Tal como um doente crônico, que toma uma medicação para, ao longo do dia ter pelo menos uma hora de alívio das dores.

Mas agora, o sentimento é diferente. Começamos a vencer a verdadeira Copa do mundo, a Copa do povo, onde quem ganha de verdade não são somente os jogadores, somos todos nós, de fato. Mas, é evidente, a mudança está apenas começando…

Mas voltando ao estado atual das coisas, o Brasil estaria em um grande momento para crescer, mas ao contrário de algumas boas expectativas, a inflação cresceu, a economia estagnou, os juros estao subindo…e o dinheiro que poderia ser útil para melhorar o básico nessas questões, esta indo pelo ralo através dos estádios da Copa, mal planejados e arquitetados, com seus orçamentos estourados.

Todos esses problemas em plena véspera do maior evento esportivo do mundo, quando deveríamos estar com as máquinas da economia funcionando a todo vapor. Imagine depois, então, quando toda essa demanda acabar?

Manifestação tardia?

O brasileiro poderia ter feito esse protesto antes da decisão da destinação dos investimentos para a Copa do mundo e assim impedir essa sangria financeira hoje? Sim, poderia.
Mas, antes acordar tarde do que nunca. Além do mais, o momento de visibilidade do país perante o mundo com a Copa das Confederações, que antes passava a imagem de um povo que somente festeja e de um país estável economicamente, agora mostra seu real sentimento, que convenhamos, estava engasgado há anos.

O legado dessas manifestações

Não temos a minima idéia onde tudo isso vai parar. Talvez tenhamos uma Copa do mundo esvaziada em com um rombo financeiro ainda maior por conta da realidade escancarada pelos protestos e consequente medo dos turistas de comparecerem ao evento, mas uma coisa é certa: o povo aprendeu a sair nas ruas por motivos que vão além do futebol e carnaval. O que, a longo prazo, perante as urnas, poderá fazer uma enorme diferença.

O ponto negativo fica por conta de um pequeno grupo de manifestantes, isto é, vandalos e alguns criminosos infiltrados, que aproveitam a oportunidade para saquear, destruir, brigar…mas, enfim…

Apesar dos pesares, o que podemos dizer é: Continue fazendo sua parte!

Vá aos protestos de forma pacífica…e/ou

Compartilhe as notícias, na internet e fora dela, discuta com seus amigos, familiares.

Quanto mais falamos sobre isso, mais somos contaminados com o compromisso e responsabilidade com o que ocorre com o nosso país. Não dá simplesmente para deixar tudo isso de lado e seguir nossas vidas, pois a degradação de nossa sociedade continuará e nosso mundinho particular deverá ruir como consequência, cedo ou tarde.

Afinal, um bom emprego, salário e condições de trabalho passa obrigatoriamente por um país mais justo, mais igual.

A Copa do Mundo da vida real, aquela que trará real felicidade e bem-estar ao povo de forma duradoura, está apenas começando…

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails