A sua Carreira Profissional é Sua e não dos seus Pais

escolha-carreira-futuro

Qual a profissão que seus pais sonharam que você seguisse na sua juventude? Com meus poderes subrenaturais de adivinhação me arrisco a dizer que essa profissão está entre essas três: médico, engenheiro ou advogado. Ok, fui bastante óbvio nos meus chutes, confesso… mas você sabe que eu acertaria em muitos casos. E se você não se encaixa numa dessas opções, acredite, você é tão minoria que chega a ser uma exceção.

Ok, você vai dizer que os tempos mudaram, você era criança na época em que seus pais queriam mandar na sua carreira profissional, no seu futuro…

Sim, os tempos mudaram mas os desejos dos pais continuam praticamente os mesmos, talvez apenas a questão da imposição de seus desejos sobre os filhos é que tenha diminuido um pouco com o movimento de liberdade de expressão que atinge hoje em dia também os pequeninos, quanto ao que querem ser e fazer de seu futuro.

Veja abaixo como esse pensamento tradicional dos pais parecem ter resistido ao tempo em muitos paises, especialmente no Brasil, segundo artigo da Exame:

Carreiras     % dos pais que gostariam que seus filhos seguissem na carreira

Brasil
Medicina         23%
Engenharia         18%
Ciências da computação     6%

India
Medicina         14%
Engenharia         14%
Ciências da computação     18%

Estados Unidos
Medicina         13%
Engenharia         14%
Ciências da computação     10%

Reino Unido
Medicina         11%
Engenharia         7%
Ciências da computação     9%

Você pode ver que em países mais desenvolvidos essa divisão entre profissões mais tradicionais e mais novas como ciência da computação parecem ser mais distribuidas, o que faz mais sentido. Uma sociedade mais equilibrada em diversidade de talentos seria o ideal, mas ainda estamos um pouco longe disso.

Quando se fala em Brasil, o lado negativo está em supervalorizar profissões tradicionais, desfavorecendo assim o surgimento de um mercado de trabalho mais diversificado além de bloquear milhares de jovens que passam anos estudando para conseguir cursar uma dessas carreiras tradicionais (isto quando conseguem), seja para agradar os pais ou em busca de status perante a sociedade.

Cria-se um gargalo na concorrência por essas carreiras que mais prejudica o desenvolvimento de um país que ajuda. Milhares de jovens decepcionados por não alcançarem seus sonhos (ou dos seus pais?) e a economia brasileira sofrendo por falta de mão de obra em vários outros setores.
Nada bom, como você pode ver…

Portanto, não deixe que tradicionalismos, modismos, seja lá o que for dite o futuro da sua carreira profissional. Busque se conhecer mais e explorar seus pontos fortes em termos de habilidades, conhecimentos e busque um equilíbrio entre quem você é com o que você quer ser, afinal estamos falando de dedicar a maior parte da melhor fase de nossas vidas, quando temos mais energia e disposição para aventuras e desafios.

Talvez seu lugar seja na área de Tecnologia da Informação, ótima escolha, mas acima de tudo, busque a satisfação, identificação com a profissão que escolher.

Quanto mais seguimos nossa personalidade única na identificação de nossa carreira, mais variada serão as carreiras, os negócios e não somente você vai ganhar com essa diversidade mas a Economia em geral, todo o país.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails