7 atitudes comuns em um candidato derrotado pela concorrência a uma vaga em TI

Você já participou de um processo seletivo e teve a impressão de ser esquecido pelo recrutador, que mais tarde tenha se confirmado como uma bela de uma certeza? Eu já passei por isso na minha carreira e acredito que estou acompanhado de muita gente nessa triste experiência.

Bem, que o recrutador tenha perdido subitamente nossos contatos é algo que, embora queira verdadeiramente acreditar, sei que é bastante improvável. Com a exclusão quase óbvia dessa alternativa, resta questionarmos: o que faltou em mim e em você? onde deixamos de convencer?

Claro que nem sempre (graças a Deus!) o erro não está em nós. Há muita gente de RH sem noção por aí chamando candidatos sem análise cuidadosa do perfil, fazendo todo mundo perder tempo. Mas temos que resistir à tentação de botar apressadamente a culpa no dito sistema que rege o universo e começarmos a olhar mais no espelho.

Talvez algum dos erros abaixo, citados num artigo do site CIO , possa ser um dos motivos do fracasso momentâneo. Veja se identifica algum deles em suas atitudes em processos seletivos recentes:

1 – Minta sobre qualificações

Se existe algo de vai destruir as suas chances de conseguir um emprego é a mentira, seja no seu currículo, na entrevista, seja sobre capacidades, histórico profissional ou universitário. ”Mentiras no currículo serão pegas na checagem do seu histórico”, afirma Tracy. “Tivemos um candidato, recém-graduado, que mentiu quanto ao GPA e o contratante rescindiu a oferta de trabalho”.

2 – Vá despreparado para a entrevista

procure estar informado sobre o projeto que a empresa contratante está desenvolvendo, ramo, cultura, necessidades de gerenciamento e estilo, para que o profissional ter maiores chances de se se destacar durante a entrevista. As pessoas perdem oportunidades de emprego quando não entendem as necessidades da empresa. É  tão fácil pesquisar sobre o empregador atualmente que se você chegar sem informações básicas sobre a companhia,  vai parecer estúpido ou vai demonstrar falta de interesse na vaga.

3 – Seja negativo

Ter atitude negativa ou falar mal do antigo emprego é um erro comum que candidatos cometem. Quando o candidato fala pouco sobre o antigo empregador, os contratantes imaginam quanto tempo levará para que o funcionário comece a falar mal da empresa. Isso também causa a preocupação de que o profissional a sua frente nunca ficará satisfeito.

Portanto, tome cuidado ao falar sobre os motivos que o levaram a deixar o antigo emprego, o que pode facilmente se tornar negativo. Informe uma razão e seja breve na explicação.

4 – Deixe de fazer as perguntas certas

Contratantes entrevistados informaram que perguntas específicas sobre o emprego ou a empresa,  durante a entrevista, podem impressionar gerentes de recrutamento. É sempre bom ouvir as pessoas perguntando coisas relevantes sobre a companhia.

“Mesmo que todas as perguntas que você queria fazer foram respondidas na entrevista, tenha mais duas perguntas”, acrescenta Tracy. “Ou então você vai demonstrar falta de interesse na vaga. Boas perguntas são definitivamente vistas como marcas de bons candidatos”.

Mas não pergunte sobre férias e benefícios, ao menos durante a primeira entrevista. Segundo Tracy, ao fazer essas perguntas você demonstra que só se importa com isso, então os contratantes não te levarão a sério e você será descartado. Foque no trabalho  e nos desafios profissionais, em vez de “o que eu ganho com isso”.

5 – Seja lento

Alguns recrutadores sempre caminham com os profissionais de TI que entrevistam para ver se eles conseguem acompanhá-los. E não contratam mais quem consegue. Pessoas lentas no caminhar tendem a ser lentas no trabalho.

6 – Não “feche” a entrevista

Alguns recrutadores comparam entrevistas de emprego com ligações sobre vendas. Assim como os vendedores visam fechar uma venda durante um encontro com clientes, o candidato deve buscar “fechar” a entrevista de emprego. Há como fazer isso de algumas maneiras: seja perguntando ao entrevistador questões sobre seus estudos, ou se o contratante der a última palavra ao candidato, aproveitar oportunidade para reiterar por que está adequado para a vaga e para a companhia.

7 – Deixá-los quietos

Não entrar em contato com um entrevistador após o encontro pode ser fatal. Isso passa a ideia de que você não está interessado no emprego. Então, no mínimo, envie uma mensagem de agradecimento após a entrevista, aconselha Tracy. Isso pode ser um diferencial.

Para gerentes de recrutamento que preferem a moda antiga, a melhor aposta é enviar um e-mail bem escrito. Se o contratante estiver com pressa de preencher a vaga e for analisar dois candidatos igualmente qualificados, o envio do e-mail pode fazer toda a diferença. Tracy afirmou já ter visto isso acontecer.

Claro, candidatos precisam de tempo para avaliar ofertas. Mas demorar para responder a uma vaga de emprego também não é aconselhável. O gerente de recrutamento pode achar que o candidato está inseguro ou que perdeu o interesse pelo trabalho oferecido.

Assim que receberem uma oferta, informe ao recrutador o tempo que precisa para estudar a proposta. Os candidatos podem pedir desde um dia até uma semana para tomar a decisão, dependendo da complexidade da oferta, o nível da carreira em que está e do prazo do empregador.

Antes da próxima entrevista, lembre-se de fazer esta análise sobre o que você pode melhorar para aumentar suas chances de se sair bem, isto é, com a vaga, ok?

As 7 dicas divulgadas acima foram publicadas pelo site CIO.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *