4 Dicas para Descobrir se Seu Futuro Chefe é uma Roubada

evitar-chefe-ruim-roubada-emprego-carreira

Você já se demitiu de algum chefe antigo? Se você já trocou de emprego, provalvemente o problema principal estava no seu chefe e não na empresa. Pelo menos é o que dizem as pesquisas.
Segundo o site Instituto Colombo , uma pesquisa do instituto Gallup apontou que 66% das pessoas que se demitem, o fazem por causa do chefe e não da empresa.

Quando temos uma oportunidade melhor de trabalho, seja na mesma empresa ou em outro lugar, frequentemente pesquisamos sobre a empresa, as oportunidades de crescimento na nova função, faixa salarial, ambiente de trabalho, mas dificilmente alguém se aprofunda na pesquisa do perfil do novo chefe (E aí mora um grande perigo…).

Então você vai todo alegre e esperançoso para a nova experiência na sua carreira, salário melhor, empresa boa, enfim tudo parece perfeito, quando de repente você começa a perceber que o seu novo chefe joga contra a equipe, não aceita novas ideias, toma toda glória para si, não privilegia a meritocracia, tem medo do crescimento de seus comandados (pois ameaça a posição dele), enfim, um punhado de surpresas desagradáveis, que se você soubesse antes, ah se soubesse…. NUNCA teria aceitado a nova oportunidade!

E agora não da para voltar atrás… ;( , ok, da pra ir pra frente e procurar outro emprego mas e o custo e sofrimento de todo esse processo de novo? Vale a pena? Vale! mas que vai doer, ah vai… dinheiro, tempo e saúde perdido…

“Mas não tenho bola de cristal!” – você vai dizer… “Como vou saber se estou entrando numa roubada ou não???”

Embora não é possível adivinhar o que será do futuro com o novo chefe no novo emprego ou departamento na mesma empresa, você ao menos pode diminuir as chances de ter alguma surpresa desagradável de que venha se arrepender amargamente depois. Para isso, se está prestes a tomar uma grande decisão de mudança como essa, PARE agora e analise os 4 pontos abaixo:

1 – Procure por pessoas que trabalharam sob o comando do futuro chefe no LinkedIn e peça referências

O LinkedIn é a ferramenta mais poderosa quando se trata de busca de referências e recomendações de profissionais. Mas será que seu futuro chefe tem um perfil lá? Saiba que quanto maior o cargo do profissional, maiores as chances de você encontrá-lo por lá, então use e abuse desse recurso para garimpar o maior número de referências possíveis do seu novo chefe. Além do mais, você poderá aprender muito sobre seu comportamento, preferências, ideias, motivações, que podem lhe dar uma bela vantagem no relacionamento com ele ao antecipar e evitar conflitos desnecessários e potencializar afinidades.

Claro, você ainda pode pesquisar em outras redes sociais como Facebook e micro blogs como o Twitter para ter uma melhor ideia do perfil dele. Prever comportamentos baseado em históricos pode fazer você evitar grandes dores de cabeça.

2 – Seu futuro chefe costuma dar feedback a sua equipe? Como?

O feedback, embora seja um requisito básico de qualquer líder, poucos ainda exploram de forma a maximizar os relacionamentos com seus comandados, influenciando-os e motivando-os a superarem seus limites. A maioria usa o feedback apenas como formalidade (e mesmo obrigação) e se é possível você evitar um chefe assim, evite!

Os efeitos negativos da falta de feedback (ou feedback pobre) para a carreira profissional dificilmente vão compensar qualquer salário que você ganhe, por mais alto que seja. Tem chefe que você já sabe, veio falar com você é porque vem bronca… o telefone toca e seu bom humor vai embora ao ver o número do seu chefe no visor… O que deu errado desta vez? Portanto fique em sinal de alerta!

3 – Há quanto tempo as pessoas de sua equipe estão na empresa/ sob seu comando?

Rotatividade de equipe diz muito sobre a qualidade do lider, ainda que fatores externos a liderança dele também afetem esse índice como políticas de cargos e salários, situação financeira do empresa no mercado, etc.
Um bom líder vai procurar reter sua equipe se ele mesmo acreditar que vale a pena continuar na empresa. Do contrário, se não vale a pena ficar, ele provavelmente apoiará a saida quando seus liderados encontrarem outra oportunidade melhor no mercado. Se iso acontecer, é sinal de que ele mesmo não deve ficar lá por muito tempo.

Portanto questione as pessoas que saíram sobre a opinião do chefe no momento da notificação de demissão delas… Por que você vai querer trabalhar num lugar/equipe onde o próprio chefe aconselha as pessoas a saírem?

4 – Há quanto tempo as pessoas de sua equipe estão em seus cargos atuais?

Pesquise sobre os membros da equipe quanto ao tempo em que estão nos cargos atuais, se são indicados para promoções e bônus pela atual chefia. Se estão há muito tempo no mesmo cargo ou salário, isto pode ser sinal de estagnação, de comodismo (tanto dos colegas como da própria chefia) e sua carreira poderá sofrer esse mesmo processo se aceitar a nova posição. As vezes ouvimos aquela piadinha de que temos que esperar alguém num cargo superior morrer para podermos crescer, mas atenção para o fundo de verdade que ela pode ter no seu caso se aceitar entrar para aquele time…

Bem, sabemos que não existe chefe perfeito, mas defeitos tem pesos e consequências diferentes e é isso que você tem que se atentar. No ambiente de trabalho, encontramos colegas de trabalho muito difíceis de lidar, o que já é um grande desafio, mas quando essa pessoa mais difícil é o seu chefe, não tenha muitas esperanças de ser o herói que vai transformá-lo em alguém melhor e salvar o departamento…

Resumindo, vá com calma… Está convencido de que quer mudar? Então pense mais uma vez antes de trocar de emprego ou de chefe na mesma empresa. Talvez não valha a pena e venha se arrepender tarde demais. Faça sua lição de casa aplicando as dicas acima, isto o ajudará a evitar algumas frustrações que podem custar muito caro para sua carreira profissional, para o seu bolso e sua saúde.

Tem alguma experiência nesse sentido para compartilhar conosco? Quais outros cuidados você tomaria para não cair numa roubada dessas (de novo)? Deixe sua opinião!

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *