3 valores por trás das certificações em Tecnologia da Informação

Uma certificação em TI não significa apenas mais um diploma,  uma sigla mais no currículo. Embora longe de ter a finalidade substituir ou mesmo concorrer com a experiência, ela revela (e mesmo prova) algumas qualidades que costumam ser difíceis de atestar apenas lendo o currículo.

Veja 3 desses valores (os quais considero os mais importantes) em ser um profissional certificado, que listei abaixo com base em minha experiência, seja enquanto candidato ou mesmo ajudando em processos de seleção:

1 – Disciplina, foco e gosto pela Tecnologia

Quem estuda por conta própria para se certificar (o que ocorre na maioria dos casos, onde as empresas não subsidiam os custos de cursos e exames) põe em prática a disciplina, foco e gosto pela Tecnologia, qualidades que, por si só, já são de grande valor para as empresas no cenário cada vez mais competitivo, caracterizando assim um belo diferencial em processos de seleção.

2 – Preparado para um mundo globalizado

Num setor onde falta regulamentação, e isso em nível mundial, as certificações tem um papel importante no entendimento do seu perfil técnico por parte de empregadores estrangeiros.
Seu valor é reconhecido mundialmente sem necessidade de testes de equivalência de conhecimentos, exigidos normalmente quando se fala em equiparação de cursos superiores.

3 – Melhor preparo para responder às demandas dos clientes

Quantas vezes vemos métodos antigos sendo utilizados em novos releases de ferramentas de TI? Não são raras as vezes em que vemos em clientes, softwares adicionais sendo adquiridos para fazer uma tarefa que na verdade já existe em outro produto da empresa, mas que não foi utilizado porque ninguém a conhecia.

A empresa gasta dinheiro para fazer upgrade dos seus sistemas e ferramentas, mas profissionais de TI despreparados (ok, as empresas também têm parte da culpa) utilizam técnicas antiquadas pelo simples fato de desconhecerem os recursos e vantagens das novas versões adquiridas. Resultado: produtos com alto custo de manutenção, baixa escalonabilidade e performance, além de mais vulneráveis e instáveis.

Mas alguém pode dizer: “Não preciso de certificação para aprender sobre alguma tecnologia, posso comprar livros, pesquisar na internet, etc”.Sim, sem dúvida. Mas digamos que, na concorrencia para uma vaga, existam dois candidatos e que seja exigido deles, conhecimentos em uma determinada tecnologia (veja bem, conhecimentos, não necessariamente experiência).

Um dos candidatos usou meios informais, digamos, para adquirir tal conhecimento, ao passo que o outro candidato tem um certificado atestando seu conhecimento sobre o assunto. Não teria o recrutador mais segurança em contratar o profissional certificado, neste caso? Claro, este é só um exemplo.

O fato é que é  fácil acomodarmos em nossa experiência de anos de rodagem e deixar de lado essas atualizações importantes para a carreira profissinal na área de Tecnologia da Informação. Um pecado. Ainda mais nesta área onde todo nosso trabalho pode se resumir numa única palavra: mudança.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Uma resposta

  1. Felipe

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Está na Hora de ser Valorizado e Conquistar o Salário que Você Merece!

Cadastre seu E-mail e Pegue seu Livro Grátis! Promoção por Tempo Limitado...

Fechar esta janela

  • Saiba qual o segredo dos que ganham mais