3 dicas para desenvolver seu cérebro e sua carreira jogando vídeo game

video-game-inteligencia-carreira-informatica-ti

Turbine seu cérebro se divertindo com games! Isto mesmo, os video games tem feito cada vez mais sucesso devido suas consequências positivas no desempenho intelectual de estudantes e estagiários segundo pesquisas.

Capacidade de tomada de ações rápidas, raciocínio estratégico, retenção maior de informações (melhora na memória), gereciamento do tempo são apenas alguns dos aspectos positivos identificados pelos estudos, cada vez mais frequentes entre especialistas do mundo todo.

Embora alguns crimes assustadores tenham sido cometidos por pessoas que jogavam jogos de violência, sendo assim atribuída  uma relação automática entre esses alguns tipos de jogos e crimes, isso representa apenas alguns casos isolados.

Mesmo porque, pela quantidade de pessoas que jogam e se consideram fanáticas, se houvesse uma relação direta entre crime e certos jogos de vídeo game, certamente o número de casos tristes como esses seriam muito mais numerosos…

 Veja alguns dados interessantes a favor do vídeo game na pesquisa abaixo, publicada pelo OlharDigital:

 A pesquisa levou em consideração 65 estudos e informações referentes a 6,4 mil estagiários. Com estas informações, foi observado que o nível de conhecimento dos gamers em relação aos que não jogam é superior em 14%. O nível de conhecimento factual foi 11% maior, e de rentenção chegou a 9%.

Por este motivo, a especialista em RH Eline Kullock, do Grupo Foco, apoia os games como forma de estímulo à criatividade e à inovação, já que eles aumentam a capacidade de tomada rápida de decisões.

Os jogos também desenvolvem organização de ações para conquista de objetivos e a elaboração de estratégias. Além disso, o cumprimento de tarefas no menor tempo possível e o gerenciamento do tempo como um todo pode ser fator determinante para o rendimento profissional.

Porém, viciar em video game é mais fácil do que se imagina, pois os jogos são criados justamente para isso, dando pequenos prêmios enquanto jogamos incentivando-nos a gastar mais e mais tempo (e mesmo dinheiro) frente ao aparelho.

 Aí, o que seria uma benção na sua vida profissional e acadêmica, acaba virando uma maldição.

Portanto, para evitar esse caminho onde muitos já tem trilhado, preste atenção nestas 3 dicas, que embora simples, são frequentemente ignoradas:

1 – Varie no estilo do jogos. Jogos de ação, esporte, ajudam muito no reflexo e tomada de decisões rápidas, por exemplo. Já os de estratégia aprimora o senso de planejamento, e assim por diante. Ao variar os estilos, você estará trabalhando com habilidades diferentes no seu cérebro.

2 – Estabeleça um tempo determinado para jogar. Nada de tempo por objetivos do jogo, como “assim que fechar esta fase desligo”. Todos nós que jogamos de vez em quando sabe muito bem o tempo absurdo que isso pode levar. Se separou 1h30, 3 vezes por semana, que seja isso e nada mais.

3 – Jogue on-line. A diversificação de oponentes força e ajuda a melhorar o desempenho do seu cérebro enquanto você cria novos caminhos e estratégias durante o jogo. Como consequência ocorre o aumento das sinapses (ligações cerebrais entre os neurônios).

Em suma, o video game vem se revelando uma forma divertida de desenvolver nossa capacidade intelectual e começa a ser apoiado massivamente mesmo por profissionais de RH nas empresas.

Basta saber usar essa  esse híbrido de ferramenta e brinquedo com sabedoria… de resto, boa diversão!

(os dados da pesquisa em destaque acima foi publicado pelo site OlharDigital)

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Está na Hora de ser Valorizado e Conquistar o Salário que Você Merece!

Cadastre seu E-mail e Pegue seu Livro Grátis! Promoção por Tempo Limitado...

Fechar esta janela

  • Saiba qual o segredo dos que ganham mais