10 erros de postura comuns que podem afundar sua carreira

Como você avalia sua postura na empresa onde trabalha? Ou melhor, como imagina que seus colegas o avaliam? Pequenas e simples atitudes, que não exigem nenhum conhecimento científico ou que alguém tenha habilidades notáveis em alguma especialidade, mas que se não forem levadas a sério, vistas com carinho, pode trazer sérias consequências para sua imagem profissional e por conseguinte colocar seu futuro em xeque na empresa. 

Justamente a simplicidade destas dicas, divulgadas pelo site EmpregoCerto, de autoria de Silvio Celestino,  é que nos fazem por vezes subestimar suas consequências ao ignorá-las, armando-se assim uma arapuca ardilosa. Às vezes não é preciso mais do que um escorregão para fechar portas de oportunidades na carreira. 

Foram enumerados 10 principais erros comportamentais e de postura,  segundo Silvio, cometidos por profissionais nas empresas. Avalie cada um e veja onde pode melhorar:

1- Não saber dominar as emoções: Um profissional que não sabe receber uma crítica, um feedback e se frustra com muita frequência, demonstra-se imaturo e, portanto, incapaz de assumir grandes responsabilidades, inclusive um cargo de liderança. Se alguém deseja subir na carreira, deve saber dominar suas emoções e lidar com as dos demais.

2- Falar mal da empresa, de chefes ou colegas no ambiente de trabalho / redes sociais: O profissional vende a todo instante a sua credibilidade perante a empresa e o mercado de trabalho. Ninguém deseja ter em seu quadro de funcionários alguém que denigre a imagem da própria empresa direta ou indiretamente (comentando e fazendo fofocas de outras pessoas).

3- Não cumprir prazos das tarefas: O que se espera de um bom profissional é que ele tenha conhecimento suficiente para saber quanto tempo uma tarefa de sua responsabilidade demora para ser realizada apropriadamente. Quando o profissional atrasa, compromete sua credibilidade.

4- Chegar atrasado em reuniões e eventos: Cumprir horários estabelecidos para uma reunião ou evento é o mínimo que se espera de um profissional sério. Mesmo que seus líderes cultivem o mau exemplo de chegar tarde em reuniões, não faça o mesmo. Seja pontual.

5- Ter uma imagem que destoa da cultura da empresa: A imagem de um profissional deve transmitir credibilidade de acordo com a cultura da empresa. Não apareça de piercing ou deixe sua nova tatuagem à mostra se você trabalha a uma organização muito tradicional. Terno e gravata também não são indicados para trabalhar em uma empresa que vende produtos para a prática de esportes radicais. Pense!

6- Escrever errado em documentos da empresa, especialmente os que são dirigidos a clientes (e-mails, por exemplo): Já vi um gerente ser demitido porque escreveu “voceiz” em um e-mail ao consumidor. Muita atenção, o que é aceitável no SMS é inapropriado para o contato com o mercado e pode gerar má interpretação, confusão e transmitir uma imagem desleixada do profissional e, consequentemente, da empresa.

7- Ser um mau ouvinte: Quando um cliente interno ou externo ao departamento se dirige ao profissional e este parece estar mais interessado em outras coisas, como seu celular, ou simplesmente não parece estar interessado na conversa, gera a impressão de imaturidade e desrespeito.

8- Tratar com descuido as ferramentas e materiais sob sua responsabilidade: Danificar computadores, mobília ou outras estruturas da empresa por descuido demonstra que o profissional não entende que a empresa possui um custo esperado para suas operações e que aumentá-lo diminui o resultado.

9- Desrespeitar a cultura da empresa: Cada organização possui uma cultura, expressa objetivamente em suas normas, mas também indiretamente no comportamento de seus funcionários, em especial seus líderes. O profissional deve ter adaptabilidade ao ambiente antes de querer mudar algo. Chegar na organização e já questionar sua forma de ser é ruim para a sua imagem.

10- Não demonstrar interesse em progredir: As organizações têm como um de seus propósitos o crescimento contínuo. Um indivíduo que está satisfeito com o cargo que ocupa e não faz nada para aprimorar-se, adquirir novos conhecimentos e competências, fica em desacordo com este propósito, o que não é bom para sua imagem.

Infelizmente podemos não dar certo em algum emprego, apesar do amplo conhecimento técnico, simplesmente por problemas como os apresentados aqui. E o pior é que raramente aparece um colega para dar um conselho, nos alertar sobre o comportamento inapropriado. Passamos longe do alvo sem ao menos perceber o que está acontecendo. Construir uma imagem pode levar até anos, mas para destruí-la não se precisa mais que um minuto.

O que pode ter diferenciado você de forma a ser preterido a uma vaga, promoção, um trabalho especial, pode não ter nada a ver com liguagens de programação, certificações, formações de 1º ou 2º linha, idiomas…podem ter sido coisas bem mais simples como as lições acima.

Reflita sobre o que você pode mudar nesse sentido, o que poderia ter feito nas oportunidades passadas. Aprender com o passado é bom, mas apenas tome cuidado para não remoê-lo, pois não volta mais. Prepare-se para escrever um novo capítulo na sua estória profissional. Capítulos marcantes positivamente se fazem com muitas linhas simples também, certo?

Dicas extraídas do site EmpregoCerto.

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Uma resposta

  1. Erich L. Bendlin

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *