10 Dicas para um jovem consultor construir uma boa imagem perante o cliente

Muitos dos que começam a trabalhar na área de TI (como no meu caso, por exemplo), têm seu primeiro emprego numa empresa de pequeno porte.

Tipo de empresa que tem, em geral, algumas dezenas de funcionários, é pouco departamentalizada, clientes dos mais variados tamanhos, incompatível com a sua capacidade de atendê-los com eficiência, processos imaturos… e para não ficar só nas dificuldades, muitas oportunidades de aprendizado, de crescimento profissional.

E é comum para quem trabalha numa empresa assim, desempenhar várias funções que extrapolam o objetivo inicial da sua contratação. Em pouco tempo, um estagiário de programação de softwares, por exemplo, é obrigado a ir até um cliente, ficando alocado por lá por certo período, até.

O problema é que o pobre do pouco experiente programador, apesar de promissor na função de codificar softwares, pouco sabe sobre postura e relacionamento profissional.

É aí que a vaca vai para o brejo quando empresa (representado na pessoa do estagiário) e cliente não se entendem. Culpa, claro, do gestor desse funcionário que não o orientou devidamente.

Porém, para o cliente, fica difícil dissociar a imagem de incompetëncia da empresa e seu funcionário representante, pouco experiente.Ou seja, o estrago está feito.

Para que você não acabe nesse tipo de situação e frustre-se na sua carreira rapidamente, gostaria de compartilhar 10 dicas que aprendi na prática, apanhando bastante também.

Por isso, acredito que posso ajudá-lo pelo menos um pouquinho a sofrer menos que eu no início da carreira. Afinal, pra que repetir o tombo dos outros, certo? Veja as 10 dicas:

1 – Defina o escopo do trabalho com seu chefe, se possível por escrito pedindo a ele para revisar. Chegar no cliente perdido quanto a que deve fazer causa uma péssima impressão;

2 – Vista-se de acordo. Nada de moletons, calças rasgadas, tenis, topete de Neymar…voce está carregando a imagem da empresa no cliente;

3 – Respeite a agenda e o tempo do seu cliente. Se precisar atrasar, avise-o. Imprevistos podem acontecer, mas telefone existe para casos como esse também;

4 – Apresente-se com firmeza, cumprimentando o cliente de maneira formal, esqueça o beijinho se o cliente for mulher, a menos que ela inicie o gesto;

5 – Cuidado com as gírias e erros gramaticais. Pense antes de falar, olhe nos olhos do seu cliente, espante a timidez;

6 – Não se deixe levar pelas brincadeiras das pessoas à sua volta enquanto desenvolve seu trabalho. Eles podem brincar, são clientes, mas não o consultor. Mantenha-se focado;

7 – Não prometa nada do que não dependa única e exclusivamente de você para entregar. Atente-se ao escopo do seu trabalho. Na dúvida, avise que falará com o seu chefe sobre o assunto e que lhe dará um retorno.

8 – Mas realmente de retorno para o cliente dentro do prazo combinado, ainda que seja para explicar o problema ocorrido e pedir um prazo adicional;

9 – Não exponha os problemas da sua empresa no cliente. Ele não tem nada a ver com isso. Lembre-se que a situação pode piorar a situação da sua empresa e por consequência a sua, com a imagem negativa que você poderá deixar por lá.

10 – Ao retornar à sua empresa, entregue um relatório sobre o trabalho realizado e reforce o compromisso com os prazos assumidos perante o cliente. Cobre seus superiores, gerencie seu cliente, pois junto com a imagem da empresa, vai sua reputação profissional.

Procure não focar demais na parte técnica, de modo a deixar atitudes como as listadas acima de lado. O prejuízo pode ser grande para sua carreira se não balancear corretamente o desenvolvimento de suas competëncias. Veja ainda o artigo Guia de boas maneiras para profissionais alocados, muito bom artigo, que complementa o que discutimos aqui.

E você, tem algo mais a acrescentar nesta lista? Gostaria de compartilhar alguma experiência? fique à vontade e comente!

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Discussão

  1. Guilherme