10 dicas do profissional mais certificado em TI no mundo

Obter uma certificação internacional na área de Tecnologia da Informação vai além de conquistar mais um simples canudo. Permite um reconhecimento amplo por grande parte dos empregadores de TI não só no Brasil (empresas de fora já me pediram certificados) mas do mundo todo.

Abre portas. Claro, não lhe garante que você será bem sucedido nem que seja melhor de alguma maneira que alguém que não seja certificado, mas pavimenta o caminho para que você tenha a oportunidade de mostrar a que veio.

Para vermos um grande exemplo de como a certificação destaca o profissional, vejamos o que pensa, resumidamente em 10 pontos, Dalton Gerth, gerente técnico de cursos do Sindpd (Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados e Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo) e detentor do maior número de certificações profissionais da Microsoft no mundo.

Dono de marcas expressivas como 98 certificações ao longo de 15 anos e eleito por duas vezes pela Microsoft o melhor instrutor MCT (Microsoft Certified Trainer) do mundo, certamente ele tem algumas dicas que valem a pena seguir, certo?

1 – A certificação permite mais eficiência ao profissional que a detém, e consequentemente menor custo para quem contrata;
2 – certificação tem foco na preparação do profissional como especialista em determinada ferramenta, ao contrário da faculdade (sem diminuir sua importância);
3 – Mesmo numa área sem regulamentaçào como a TI, que atrai profissionais de várias áreas, ainda assim o mercado segue defasado;
4 – As certificações mais cobiçadas são aquelas que poucos possuem (devido a seu nível de dificuldade);
5 – As certificações em infraestrutura e desenvolvimento de softwares constituem as duas vertentes principais;
6 – As certificações em Gereciamento de projetos presumem que os candidatos são experientes;
7 – Inglês é essencial, tanto para a carreira quanto para seguir no processo de certificação, com as provas e materiais em sua grande maioria nesse idioma;
8 – Tudo isso é inválido se o profissional não ter boa comunicação com todos os níveis da empresa;
9 – Tenha foco em suas certificações, siga uma carreira específica e aprofunde-se nela. Não saia se certificando em tudo o que vê pela frente, sem critério algum.
10 – Gostar de fazer o que faz é a chave para o sucesso, tanto em TI quanto em qualquer outra área do Conhecimento.

Estes são os pontos mais importantes na longa (porém, interessante) entrevista que esse profissional deu à INFO (veja a entrevista na íntegra).

O mais importante é entendermos que as certificações, longe de ser a solução para empregados e empregadores, apresenta-se como um aditivo bastante positivo na carreira do profissional de TI.

Revela-se como um símbolo de dedicação, de busca da melhoria técnica pessoal, uma das provas de que você, como profissional, quer ir mais longe.

Mas, claro, sem deixar de lado os demais pontos que citei de sua entrevista. É um conjunto de virtudes, acima de tudo, com bastante equilíbrio quanto a habilidades técnicas e emocionais, que faz de nós um profissional valioso, mesmo em tempos de crise.

E então, como você tem trabalhado cada um desses pontos na sua carreira?

Artigos que também podem lhe interessar:

Related Posts with Thumbnails

Discussão

  1. Armando Leite Furtado
  2. Armando Leite Furtado
  3. Trackback: Certificação Profissional, o que é? | 7 de maio de 2012
  4. Daniel